Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

18 Fevereiro de 2019 | 18h52 - Actualizado em 18 Fevereiro de 2019 | 18h51

Euro-deputados anunciam que irão entrar na Venezuela via Colômbia

Madrid - Os euro-deputados do Partido Popular Europeu (direita), que foram impedidos no domingo de entrar na Venezuela, tentarão chegar nesse país no sábado via Colômbia, levando a ajuda humanitária a este território.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

"O ministro dos Negócos Estrangeiros da Colômbia ligou e me disse: Venha para a Colômbia no próximo sábado. E nós aceitamos o convite e o que não podemos fazer em Caracas, tentaremos fazer no próximo sábado em Cúcuta", anunciou o deputado espanhol Esteban González Pons aos jornalistas em Madrid.

González Pons chefiou a delegação de cinco eurodeputados, três espanhóis, um holandês e um português, do Partido Popular Europeu (PPE), a que o governo do presidente Nicolás Maduro impediu a entrada dos mesmos ao país.

“A delegação havia sido convidada por Juan Guaidó, reconhecido por 50 países como presidente interino da Venezuela, e o objectivo era encontrar-se com este dirigente, ONGs e visitar o líder da oposição preso, Leopoldo López”, explicou González Pons.

Após terem sido impedidos de entrar na Vanezuela, o euro-deputado González Pons pediu à União Europeia e à Espanha que abandonassem o Grupo de Contacto dos países da Europa e da América Latina, que promove as eleições presidenciais como uma solução pacífica para a crise na Venezuela.

Pediu também que a UE retire as credenciais dos embaixadores de Maduro em países europeus e aplique sanções a seu chanceler Jorge Arriaza, que acusou os deputados de tentar visitar a Venezuela "com fins conspiratórios".

Assuntos Internacional  

Leia também