Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

09 Novembro de 2019 | 10h41 - Actualizado em 09 Novembro de 2019 | 10h40

Policias se revoltam na Bolívia

La Paz - Unidades da polícia nas cidades de La Paz, Santa Cruz, Sucre e Cochabamba se rebelaram nesta sexta-feira contra a vitória eleitoral do presidente Evo Morales, que denunciou um "golpe" em andamento na Bolívia.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A revolta teve início em Cochabamba, quando um polícia com o rosto coberto anunciou no Quartel-General da Unidade Táctica de Operações: "Estamos amotinados". Outro agente acrescentou: "Vamos estar com o povo, não com os generais".

Em Sucre, capital de Chuquisaca, agentes da polícia anunciaram em seguida seu apoio à revolta. "Não podemos seguir com este 'narcogoverno', com esta democracia injusta

Os agentes do comando de Santa Cruz fecharam a unidade e vários polícias subiram no tecto do prédio com bandeiras bolivianas, como os revoltados em Cochabamba, e na noite de sexta-feira a revolta teve a adesão de diversas guarnições de La Paz.

Morales reagiu  ao denunciar um golpe de Estado "em andamento" após se reunir com parte do seu gabinete.

"Irmãos e irmãs, nossa democracia está sob risco de um golpe de Estado colocado em andamento por violentos que atentam contra a ordem constitucional.

Denunciamos à comunidade internacional este atentado contra o Estado de direito", afirmou.

Assuntos Política  

Leia também