Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

07 Novembro de 2019 | 16h50 - Actualizado em 07 Novembro de 2019 | 16h49

Três partidos britânicos formam aliança para eleger mais deputados anti-Brexit

Londres - Três partidos britânicos anti-Brexit, os Liberais Democratas, os Verdes e o partido nacionalista galês Plaid Cymru, formalizaram um pacto eleitoral hoje para evitar concorrer nos mesmos círculos eleitorais nas eleições legislativas de 12 de Dezembro, segundo noticia a Lusa.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Bandeira do Reino Unido

Foto: Divulgação

Os partidos concordaram em apresentar apenas um candidato comum em 60 círculos eleitorais, dos quais 43 serão Liberais Democratas, 10 dos Verdes e sete do Plaid Cymru.

"Esta aliança vai ajudar a eleger mais deputados em favor da permanência na União Europeia", justificou a líder liberal democrata, Jo Swinson, que alegou estar a colocar o "interesse nacional acima" do seu próprio partido.

Também o líder dos nacionalistas galeses Adam Price salientou ser necessário "nestes tempos difíceis ter uma política de adultos" que privilegie o país antes dos partidos.

"O Brexit desejado pelos deputados conservadores seria um desastre para os cidadãos da Inglaterra e do País de Gales, bem como para a luta contra as alterações climáticas", salientou Sian Berry , co-líder dos Verdes.

Esta aliança, a que chamaram "United to Remain" [Unidos para Permanecer] implicou que alguns dos candidatos dos respectivos partidos se retirassem da corrida para favorecer um candidato que os partidos consideraram ter mais hipóteses de vencer naquele círculo eleitoral.

O pacto foi testado com sucesso em Agosto na eleição parcial de Brecon e Radnorshire, onde Plaid Cymru e Verdes optaram por não concorrer e endossar a liberal democrata Jane Foods, que foi eleita deputada, derrotando o conservador Chris Davis por 1.425 votos.

O Partido Trabalhista decidiu excluir-se desta aliança, disse o deputado John McDonnell.

"Nunca vamos entrar em pactos, coligações ou acordos como esse. Nós vamos formar um governo", afirmou, durante um comício em Liverpool.

Liberais Democratas, Plaid Cymru e Verdes opõem-se à saída do Reino Unido da União Europeia (UE) e defendem um segundo referendo, embora os "Lib Dems" tenham admitido revogar a saída se tiverem maioria para formar governo.

O Partido Trabalhista defende a renegociação de um acordo que inclua uma união aduaneira com a UE e alinhamento em termos de legislação laboral e ambiental, o qual depois pretende submeter a um referendo com a opção de o país permanecer no bloco europeu.

O Partido Conservador, que quer uma saída ordenada com o acordo negociado pelo primeiro-ministro, Boris Johnson, em Novembro, rejeitou uma aliança com o Partido do Brexit, que favorece uma ruptura drástica com a UE.

As eleições legislativas de 12 de Dezembro são vistas como uma forma de romper o impasse político no Reino Unido, que tinha previsto sair da UE a 31 de Outubro, mas acabou por aceitar um novo prolongamento até 31 de Janeiro.

Assuntos Internacional  

Leia também
  • 07/11/2019 15:54:14

    UE preocupada com incidente envolvendo inspectora nuclear da ONU

    Viena - A União Europeia (UE) manifestou-se hoje "muito preocupada" com o incidente envolvendo uma inspectora da ONU que foi impedida por Teerão de entrar numa central de enriquecimento de urânio, segundo noticia a AFP.

  • 07/11/2019 15:48:21

    OTAN está em morte cerebral e a Europa em risco - Macron

    Paris - O Presidente de França, Emmanuel Macron, alertou hoje que a organização de defesa que junta a Europa aos Estados Unidos, a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), está em "morte cerebral" devido ao afastamento dos EUA e ao comportamento da Turquia.

  • 07/11/2019 15:37:27

    Sobe para nove número de mortos em naufrágio perto de Lanzarote

    Teguise - O número de migrantes mortos no naufrágio de uma embarcação perto de Lanzarote, na quarta-feira, subiu hoje para nove após quatro corpos terem sido resgatados no mar pelas autoridades espanholas, informaram as autoridades das Ilhas Canárias, citadas pela Lusa.