Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

27 Novembro de 2019 | 19h57 - Actualizado em 27 Novembro de 2019 | 19h57

México pede aos EUA cooperação e não intervencionismo

Cidade do México - O presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, pediu aos Estados Unidos "cooperação, sim; intervencionismo, não", após o seu homólogo americano, Donald Trump, anunciar o seu objectivo de catalogar os cartéis do narcotráfico que agem no México como "grupos terroristas".

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Bandeira do México

Foto: LUANDA

Bandeira dos Estados Unidos

Foto: Divulgação

López Obrador foi questionado de forma insistente sobre este tema na sua conferência de imprensa matinal, mas evitou cair em polémica na véspera do Dia de Acção de Graças, que é, disse, "uma data muito especial para os americanos".

"Eu não quero polemizar hoje, nem amanhã, apenas dizer cooperação, sim, intervencionismo, não", afirmou, antes de mandar um "abraço ao povo americano".

López Obrador garantiu aos mexicanos que "não há nada a temer" após as declarações feitas por Trump na terça-feira, numa entrevista, após o assassinato de três mulheres e seis crianças de origem americana em Novembro, numa estrada rural do Estado de Sonora.

Segundo as autoridades, teria sido um ataque de atiradores do narcotráfico, fruto de uma "confusão". Mas parentes das vítimas negam essa versão e pediram para os EUA designarem narcotraficantes como terroristas.

Na entrevista, Trump não quis dar detalhes de que medidas tomaria contra eles caso sejam designados como terroristas e alertou que este não é um processo fácil.

As declarações de Trump despertaram críticas entre diversos sectores políticos no México, que consideram que poderiam levar inclusive a uma intervenção americana.

Assuntos Cooperação  

Leia também
  • 15/11/2019 17:24:52

    Cuba repatriará 725 funcionários da Bolívia

    La Paz - O governo cubano repatriará a partir desta sexta-feira 725 "funcionários de cooperação" da Bolívia, que se encontravam neste país a pedido do ex-presidente Evo Morales, para trabalharem na saúde, educação, informou a chanceler boliviana Karen Longaric.

  • 07/11/2019 17:45:55

    Grupo de Lima reúne-se na sexta-feira em Brasília

    Brasília - Ministros e representantes dos países do Grupo de Lima vão reunir-se na sexta-feira em Brasília para analisar a situação política da Venezuela e evitar a crise que levou milhões de pessoas a abandonar o país.

  • 07/11/2019 15:02:20

    Rússia e Índia desenvolvem programa de cooperação militar

    Moscovo - A Rússia e a Índia coordenam um programa de cooperação na área da indústria de defesa até ano de 2030, informou o vice-primeiro-ministro russo, Yuri Borisov.