Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

26 Dezembro de 2019 | 11h31 - Actualizado em 26 Dezembro de 2019 | 11h31

Dois soldados paquistaneses e três indianos morrem em Caxemira

Islamabade - Dois soldados paquistaneses e três indianos morreram em confrontos na Linha de Controlo (LoC, fronteira de facto na disputada Caxemira) entre Índia e Paquistão, informou hoje o Exército paquistanês, que não especificou a data do incidente, anunciou a Lusa.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O porta-voz do gabinete de comunicação do Exército paquistanês, Asif Ghafoor, disse na rede social Twitter que as forças indianas abriram fogo na LoC durante as últimas 36 horas, causando a morte de dois dos seus soldados.

"Em resposta às violações do cessar-fogo, tropas do Exército danificaram um posto indiano e mataram três soldados indianos", afirmou Ghafoor.

Embora as autoridades indianas não tenham oferecido informações oficiais sobre o incidente, a agência local ANI, citando fontes do Exército, noticiou a morte de um capitão indiano numa violação paquistanesa do cessar-fogo ocorrida na noite de quarta-feira, à qual as Forças Armadas indianas responderam, de acordo com os 'media', com artilharia e disparos de granadas de morteiro.

As alegações de violação do cessar-fogo assinado em 2003 são relativamente comuns entre os dois países ao longo da LoC na região da Caxemira, disputada pelas duas potências nucleares desde a divisão do sub-continente com a retirada do Império Britânico em 1947.

A tensão histórica entre a Índia e o Paquistão aumentou em Agosto, quando Deli revogou o estatuto especial que conferia à parte da Caxemira que controla poder de autonomia constitucional.

As autoridades paquistanesas afirmaram que, desde o início do ano, houve cerca de 2.600 violações do cessar-fogo pela Índia, causando a morte a mais de 40 civis e ferimentos em outros 150.

Os militares paquistaneses acusam os indianos de atacarem civis.

Já a Índia acusa o Paquistão de "infiltrar" terroristas no seu território, alimentando a insurgência em Caxemira, desde o final dos anos 80, acusação repetida esta semana.

Índia e Paquistão travaram duas guerras e numerosos pequenos conflitos sobre Caxemira desde 1947.

Assuntos Conflito  

Leia também