Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

17 Maio de 2019 | 12h37 - Actualizado em 17 Maio de 2019 | 20h33

Noruega confirma "contactos preliminares" com governo venezuelano e oposição

Copenhaga - As autoridades da Noruega confirmaram, nesta sexta-feira, o seu papel mediador numa fase inicial para começar um diálogo político entre o governo da Venezuela e a oposição, para buscar resolver a grave crise do país sul-americano, noticiou a AFP.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

bandeiras da Noruega e da Venezuela

Foto: Arte de Osvaldo Pedro

 "A Noruega informa que teve contactos preliminares com representantes dos principais actores políticos da Venezuela, numa fase exploratória, com o objectivo de apoiar a busca por uma solução para a situação no país", afirmou o Ministério dos Negócios Estrangeiros norueguês.

Oslo elogiou os "esforços" dos partidos e mostrou a sua disposição de continuar apoiar "a busca de uma solução pacífica".

O chefe do Parlamento da Venezuela e autoproclamado presidente interino, Juan Guaidó, confirmou, quinta-feira, os contactos. "Sim, há alguns enviados para a Noruega. Agora, eu também disse que até o ponto de exaustão, não vamos nos dedicar a uma falsa negociação que não leve a três coisas: cessação da usurpação, governo de transição e eleições livres", afirmou.

A emissora pública norueguesa "NRK" havia antecipado que os contactos entre os dois partidos começaram em Cuba e várias reuniões foram realizadas num local secreto em Oslo.

A delegação do governo é composta pelo ministro das Comunicações, Jorge Rodríguez, e pelo governador do estado de Miranda, Héctor Rodríguez, enquanto pela oposição estão o segundo vice-presidente da Assembleia Nacional, Stalin González; o ex-deputado Gerardo Blyde e o ex-ministro Fernando Martínez Mottola, segundo a "NRK".

 Os nomes da oposição foram mencionados por Guaidó, embora o governo venezuelano não tenha feito uma declaração oficial.

Assuntos Diplomacia  

Leia também