Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

05 Junho de 2019 | 12h21 - Actualizado em 05 Junho de 2019 | 12h21

Senador critica transferência de conhecimentos nucleares à Arábia Saudita

Washington - O governo americano aprovou a transferência de conhecimentos técnicos nucleares à Arábia Saudita em duas ocasiões após o assassinato do jornalista Jamal Khashoggi, afirmou um senador democrata, a AFP.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

As duas aprovações integram as sete vezes, desde Dezembro de 2017, em que o governo de Donald Trump aprovou tais transferências, informou o senador Tim Kaine.

Membro do Comité de Relações Exteriores do Senado, Kaine pressionava o Departamento de Energia desde Março para obter informações sobre as transferências ao reino.

Após dois meses, o senador recebeu uma resposta.

Uma das transferências foi aprovada em 18 de Outubro de 2018, 16 dias depois de Khashoggi, um saudita com status de residente nos Estados Unidos, foi assassinado e esquartejado dentro do consulado saudita em Istambul.

A segunda vez após a morte do jornalista aconteceu em 18 de Fevereiro de 2019, afirmou Kaine.

Agentes de inteligência americanos afirmaram acreditar que o príncipe herdeiro Mohamed bin Salman ordenou o assassinato, mas Trump recusou-se a condenar MBS (como o príncipe saudita é conhecido).

No mês passado, Trump evitou o Congresso para autorizar uma venda de armas aos sauditas, que lideram uma coligação que luta contra os rebeldes huthis no Iémen.

"O entusiasmo do presidente Trump por dar aos sauditas tudo o que desejam, passa por cima da objecção bipartidária do Congresso, prejudica os interesses de segurança nacional dos Estados Unidos e é um dos muitos passos que a administração está tomando e que alimentam uma perigosa escalada de tensão na região", afirmou Kaine num comunicado.

Assuntos Diplomacia  

Leia também
  • 05/06/2019 12:04:21

    Diplomata nigeriano eleito presidente da Assembleia Geral da ONU

    Nações Unidas, Nova Iorque - O diplomata nigeriano Tijjani Muhammad-Bande foi eleito terça-feira (4) presidente da Assembleia Geral da ONU, substituindo a equatoriana María Fernanda Espinosa, primeira mulher latino-americana a presidir o órgão, anuncia agência espanhola EFE.

  • 05/06/2019 11:51:47

    Presidente do Brasil recebe credenciais de embaixadora nomeada por Guaidó

    Brasília - O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, recebeu hoje as credenciais de Maria Teresa Belandria, embaixadora nomeada por Juan Guaidó, reconhecido pelo Governo brasileiro como Presidente interino da Venezuela desde Janeiro passado, noticiou hoje a Lusa.

  • 04/06/2019 15:40:19

    Trump promete "acordo fenomenal" com Reino Unido após ?Brexit'

    Londres - O presidente dos EUA, Donald Trump, prometeu hoje (5) um "acordo fenomenal" com o Reino Unido após o ?Brexit', durante uma conferência de imprensa em Londres após um almoço de trabalho com a primeira-ministra britânica, Theresa May.