Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

19 Julho de 2019 | 11h07 - Actualizado em 19 Julho de 2019 | 12h48

Vice-presidente filipino e 35 opositores acusados de sedição

Manila - A polícia das Filipinas acusou de sedição a vice-presidente do país, Leni Robredo, e 35 opositores do chefe de Estado, Rodrigo Duterte, incluindo senadores e bispos católicos, por supostamente tentarem desestabilizar o Governo, noticiou hoje a Lusa.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Bandeira da República das Filipinas

Foto: Divulgação

O Departamento de Justiça filipino vai estabelecer "um painel de procuradores estaduais para abrir uma investigação sobre o caso", com base nas alegações apresentadas pelo Grupo de Investigação Criminal da Polícia Nacional das Filipinas, informou o secretário de Justiça, Menardo Guevarra, em comunicado.

Entre os senadores acusados de conspirarem para afastar Duterte do poder estão Leila de Lima, detida desde Fevereiro 2017, sem julgamento, acusada de aceitar subornos de traficantes de drogas após a abertura de uma investigação no Senado sobre a guerra presidencial contra as drogas, e Risa Hontiveros.

A lista de acusados também integra o ex-senador Antonio Trillanes, um ex-militar a quem Duterte revogou em 2018 uma amnistia concedida em 2011 por ter participado em três tentativas de golpe de Estado.

Além da sedição, os réus também são acusados de difamação, de protecção a um criminoso e de obstrução à Justiça.

No ano passado, o Presidente acusou Robredo, uma das suas mais conhecidas críticas, senadores da oposição e até o proscrito Partido Comunista de conspiração para o afastarem do poder, sem que tenha apresentado provas.

Assuntos Governação  

Leia também
  • 19/07/2019 10:58:51

    Porta-voz "chefe" da actual Comissão Europeia será comissário da Grécia

    Atenas - O porta-voz da Comissão Europeia, Margaritis Schinas, foi quinta-feira nomeado pelo primeiro-ministro da Grécia, Kyriakos Mitsotakis, para ser o comissário europeu daquele país no próximo executivo comunitário, noticiou hoje a Lusa.

  • 19/07/2019 10:32:20

    Mari Alkatiri não continuará à frente da região de Oecusse

    Díli - O presidente da Região Administrativa Especial de Oecusse-Ambeno (RAEOA), Mari Alkatiri, informou quinta-feira o primeiro-ministro timorense da cessação definitiva de funções no final deste mês, descontente com a alteração à lei de criação da região, noticiou a Lusa.

  • 19/07/2019 10:16:02

    Militantes do Podemos apoiam estratégia para Governo de coligação

    Madrid - Uma maioria de 70 por cento de inscritos no Podemos deu quinta-feira o seu apoio à estratégia do líder deste partido de apoiar a formação do novo Governo socialista apenas se este tiver ministros da formação de extrema-esquerda, noticiou hoje a Lusa.