Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

16 Agosto de 2019 | 03h26 - Actualizado em 16 Agosto de 2019 | 11h29

Argentina: Presidente elimina imposto sobre alimentos antes das eleições

Buenos Aires - O presidente liberal argentino, Mauricio Macri, reforçou nesta quinta-feira seu pacote de medidas de alívio diante da esperada disparada da inflação, eliminando o imposto sobre vendas (IVA) dos alimentos básicos, a dois meses e meio do pleito no qual buscará sua reeleição.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Maurício Macri, Presidente da Argentina (Foto arquivo)

Foto: Google/Divulgação

"Vamos eliminar o Imposto ao Valor Agregado (IVA) do pão, do leite e de outros alimentos", anunciou o mandatário nas redes sociais, em outra reação às turbulências cambiais após sua derrota nas eleições primárias de domingo - que levaram a uma desvalorização do peso de mais de 20%.

Outros produtos alimentícios que que vão ter o tributo sobre o consumo zerado até dezembro são o óleo de girassol, o açúcar, as massas secas, o arroz, a farinha de trigo, a polenta, a erva mate (de infusão), as conservas, o iogurte e os ovos, explicou em entrevista coletiva o ministro de Produção, Dante Sica.

O objetivo é "controlar os aumentos de preços" que virão com a desvalorização do peso.

Até julho, a Argentina acumula inflação de 25,1%, uma das mais altas do mundo.

Sica esclareceu que a medida não implicará em uma redução automátiva dos preços e anunciou que a pasta "fará controles com seus inspetores" nos postos de venda.

A redução do IVA sobre a comida é um pleito histórico da central sindical CGT, dps movimentos sociais e dos partidos de centro e de esquerda.

Até então, Macri classificava este tipo de demandas como "populismo e demagogia", especialmente ao se referir ao seu principal rival na corrida presidencial, o kirchnerista Alberto Fernández.

"Isto não é demagogia, nem (medida) eleitoreira", disse Sica.

Macri lançou, nesta semana, um pacote de medidas para aliviar a classe média, atingida pela crise econômica, que inclui bônus salariais e redução no imposto de renda.

Assuntos Internacional  

Leia também
  • 16/08/2019 06:01:16

    Inglaterra: Gibraltar ignora EUA e autoriza petroleiro iraniano a zarpar

    Londres - Gibraltar autorizou um petroleiro iraniano detido no início de julho a zarpar, apesar de uma solicitação de última hora dos Estados Unidos para prorrogar a imobilização do barco.

  • 16/08/2019 05:45:14

    Homem-Aranha francês coloca bandeira da paz em prédio de Hong Kong

    Hong Kong - O Homem-Aranha francês Alain Robert escalou na manhã desta sexta-feira um prédio de Hong Kong para colocar uma "bandeira da paz", no momento em que esta antiga colônia britânica enfrenta protestos quase diários por mais democracia.

  • 16/08/2019 03:35:38

    China não ficará de "braços cruzados" em Hong Kong

    Londres - A China, que concentrou tropas na fronteira com Hong Kong, advertiu nesta quinta-feira (15) que não ficará "de braços cruzados" se o protesto pró-democracia se degradar no território semiautónomo, causando "preocupação" de Donald Trump pelo risco de uma repressão violenta.