Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

14 Agosto de 2019 | 11h13 - Actualizado em 14 Agosto de 2019 | 11h13

Polícia australiana apreende 766 quilos de ecstasy

Sydney - A polícia australiana anunciou hoje ter apreendido 766 quilogramas de MDMA, ou “ecstasy”, numa das maiores apreensões registadas no estado de Queensland (nordeste), informou a Lusa.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A droga, avaliada no mercado negro em cerca de 90 milhões de dólares australianos (cerca de 55 milhões de euros), pertencia a um grupo criminoso dirigida a partir do Reino Unido.

A polícia deteve quatro pessoas, incluindo dois britânicos, em Queensland, de acordo com um comunicado policial.

A mesma nota indicou que na Nova Zelândia foram apreendidos 200 quilogramas de metanfetamina, no âmbito da mesma operação, realizada na passada semana.

Assuntos Polícia  

Leia também
  • 08/08/2019 13:25:37

    Mãe do atirador do Texas ligou para a polícia preocupada por arma do filho

    Washington - A mãe de Patrick Crusius, o suposto responsável pelo tiroteio no qual 22 pessoas foram assassinadas no sábado passado na cidade de El Paso, no Texas, entrou em contacto com a polícia semanas antes do ataque para expressar preocupação em relação à arma que o filho tinha, noticiou a EFE.

  • 08/08/2019 10:43:21

    Índia faz mais de meio milhar de detenções em Caxemira

    Caxemira - As forças de segurança indianas detiveram mais de meio milhar de pessoas em Caxemira para evitar qualquer onda de violência após a Índia ter revogado o estatuto especial da região, noticiou hoje a emissora estatal All India Radio, citado pela Lusa.

  • 07/08/2019 12:41:58

    Ex-agente do FBI processa polícia por o despedir sob pressão de Trump

    Washington - Um ex-agente da polícia federal dos EUA (FBI, na sigla em Inglês), que escreveu mensagens críticas sobre Donald Trump, processou a entidade, acusando-a de cedência à "pressão incessante" do Presidente, que conduziu ao seu despedimento, noticiou a Lusa.