Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

22 Agosto de 2019 | 10h17 - Actualizado em 22 Agosto de 2019 | 12h08

Angela Merkel acredita num acordo com Reino Unido em "30 dias"

Berlim - A primeira-ministra da Alemanha, Angela Merkel, afirmou quarta-feira que se pode chegar a um acordo para a saída do Reino Unido da União Europeia e ultrapassar o mecanismo de salvaguarda para a fronteira irlandesa.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Angela Merkel , Chanceler Alemã (arquivo)

Foto: portal.angop.ao

"A salvaguarda é a expressão de um problema que não está resolvido. A partir do momento em que o problema seja resolvido, esta deixa de ser necessária", disse Angela Merkel, após um encontro com primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, que decorreu em Berlim.

Angela Merkel acredita que se pode chegar a um acordo em "30 dias" que permita resolver o problema, segundo noticiou a Lusa.

"Trata-se de definir as futuras relações entre a UE e o Reino Unido e entre a Irlanda e a Irlanda do Norte. É algo que podemos levar dois anos para resolver, mas também podemos resolver em trinta dias", acrescentou.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, afirmou hoje que o Reino Unido "não pode aceitar" o actual acordo de saída da União Europeia (UE) e que o mecanismo de salvaguarda para a fronteira irlandesa, o 'backstop', "tem de sair" do texto.

"O 'backstop', esse mecanismo em especial que, penso, terá efeitos graves num país democrático, simplesmente tem de sair", para evitar uma saída do Reino Unido da UE sem acordo, disse Johnson à imprensa após um encontro em Berlim com a chanceler alemã, Angela Merkel.

Sem o 'backstop', insistiu, a negociação de um novo acordo poderia evoluir rapidamente e, assegurou, "existe uma ampla margem" para um bom acordo.

Johnson pediu segunda-feira à UE para reabrir as negociações do 'Brexit' e prescindir do mecanismo de salvaguarda da fronteira entre Irlandas, o 'backstop', o mecanismo que se destina a evitar a imposição de uma fronteira física entre a Irlanda, membro da UE, e a Irlanda do Norte, província do Reino Unido.

O mecanismo, que mantém o Reino Unido alinhado com as regras do mercado comum até ser assinado um acordo de comércio livre entre o país e a UE, é "inegociável" para os 27 Estados-membros, que o consideram a única hipótese viável de manter a paz na Irlanda.

Assuntos Diplomacia   Negociações  

Leia também
  • 22/08/2019 11:01:57

    Merkel e Johnson consideram prematuro regresso da Rússia ao G7

    Berlim - A chanceler alemã, Angela Merkel, e o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disseram quarta-feira, em Berlim, ser prematuro considerar o regresso da Rússia ao G7, uma ideia avançada pelo Presidente norte-americano, Donald Trump, noticiou a Lusa.

  • 21/08/2019 16:36:55

    Trump volta a defender regresso da Rússia ao G8

    Washington - O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, voltou hoje a defender o regresso da Rússia ao grupo das oito nações mais industrializadas (G8), que afastaram a Rússia em 2014, no seguimento da anexação da Crimeia.

  • 21/08/2019 16:18:03

    Angela Merkel e Boris Johnson debatem modalidades de saída

    Berlim - A primeira-ministra alemã, Angela Merkel, e o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, debatem hoje em Berlim as modalidades de saída do Reino Unido da União Europeia (UE), noticiou a Lusa.