Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

05 Setembro de 2019 | 11h53 - Actualizado em 05 Setembro de 2019 | 13h20

Netanyahu vai a Londres nesta quinta-feira para encontro com Boris Johnson

Jerusalém - O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, desloca-se nesta quinta-feira a Londres para se encontrar com o seu homólogo britânico, Boris Johnson, a menos de duas semanas das legislativas em Israel, indicou o seu gabinete citado hoje pela Lusa.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Benjamin Netanyahu, Primeiro Ministro do Israel (arquivo)

Foto: AFP

Num comunicado divulgado hoje, o gabinete de Netanyahu precisa que o chefe do Governo israelita se encontrará também em Londres com o secretário da Defesa norte-americano, Mark Esper. A visita termina na sexta-feira.

A deslocação permitirá ao dirigente israelita reunir-se com os dois homens pela primeira vez desde a sua recente entrada em funções.

Netanyahu "discutirá com o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, a situação na região (do Médio Oriente) e os meios de repelir (...) a agressão iraniana", segundo o comunicado.

Israel, inimigo do Irão, acusou a semana passada Teerão de procurar fabricar, através do seu aliado o movimento xiita libanês Hezbollah, mísseis de precisão que poderão causar "enormes perdas humanas" no seu território.

O encontro com Esper centrar-se-á nas "necessidades de Israel em termos de segurança", adianta o comunicado, referindo que os dois já falaram ao telefone na terça-feira e que acordaram "continuar a conversa em Londres".

Os 'media' israelitas noticiaram discussões entre o Estado hebreu e os Estados Unidos sobre o possível anúncio por Washington de uma espécie de aliança no sector da defesa que deverá reforçar a imagem internacional de Netanyahu.

Nas vésperas das anteriores legislativas, em Abril, o Presidente norte-americano, Donald Trump, reconheceu, em Washington e na presença de Netanyahu, a soberania de Israel sobre a parte dos montes Golã tomados à Síria em 1967 e anexada em 1981, numa decisão não reconhecida pela comunidade internacional.

Assuntos Visita  

Leia também