Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

12 Setembro de 2019 | 13h30 - Actualizado em 12 Setembro de 2019 | 13h30

China pede aos EUA gesto de "diálogo" para Coreia do Norte

Pequim - A China fez um apelo hoje, quinta-feira, ao governo dos Estados Unidos para que responda positivamente ao pedido de diálogo da Coreia do Norte e destacou que a política de "pressão máxima não funciona".

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Mapa da China

Foto: foto divulgação

Segundo a AFP, o ministro chinês das Relações Exteriores, Wang Yi, reiterou ainda o pedido à ONU por um debate sobre a retirada das sanções contra Pyongyang.

Referiu que a Coreia do Norte declarou segunda-feira que deseja manter reuniões de trabalho com os Estados Unidos, mas advertiu que Washington deve flexibilizar a sua posição.

"Gostaríamos muito da retomada do diálogo entre Coreia do Norte e Estados Unidos", disse Wang Yi.

O líder norte-coreano Kim Jong Un  e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, já reuniram-se três vezes.

No primeiro encontro, realizado no ano passado em Singapura, assinaram um documento vago que citava a "completa desnuclearização da península coreana".

 A segunda reunião aconteceu no Vietname e um breve encontro na Zona Desmilitarizada que divide a península coreana.

Assuntos Diplomacia  

Leia também
  • 12/09/2019 09:10:15

    Colômbia aberta ao diálogo com a Venezuela, mas apenas com Guaidó

    Bogotá - O presidente da Colômbia, Iván Duque, assegurou na quarta-feira que o seu Governo só irá dialogar com o líder do parlamento venezuelano, Juan Guaidó, em resposta à ONU, que apelou ao diálogo para aliviar a tensão entre os dois países, noticiou hoje a Lusa.

  • 12/09/2019 08:57:33

    Países americanos convocam reunião para debater crise na Venezuela

    Washington - Uma dúzia de países americanos convocou quarta-feira os ministros das Relações Externas dos Estados que integram o Tratado Interamericano de Assistência Recíproca (TIAR) para uma reunião na segunda quinzena deste mês, onde será discutida a crise na Venezuela, noticiou a Lusa.

  • 12/09/2019 08:49:43

    Rússia considera que projecto de Netanyahu pode "aumentar tensões"

    Moscovo - A Rússia advertiu quarta-feira que a intenção do primeiro-ministro israelita de anexar uma região estratégica da Cisjordânia ocupada pode provocar "forte aumento das tensões", noticiou a Lusa.