Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

10 Setembro de 2019 | 03h20 - Actualizado em 10 Setembro de 2019 | 03h20

Democratas dão mais um passo na tentativa de impeachment de Trump

EUA- Os democratas do Congresso americano deram um novo passo, nesta segunda-feira, no caminho para um possível processo de impeachment de Donald Trump, uma opção que continua a dividir a oposição a pouco mais de um ano da eleição presidencial.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Nas mãos dos democratas, a poderosa Comissão de Justiça da Câmara dos Representantes deve formalizar na quinta-feira a abertura de uma investigação para determinar a conveniência de iniciar um processo de abertura de impeachment contra Trump, declarou seu presidente, Jerry Nadler, nesta segunda-feira.

Há vários meses, a comissão já faz investigações sobre Trump e deve, pela primeira vez, colocá-las no marco legal para destituir um presidente, seus membros devem se pronunciar sobre uma resolução que esclarece os procedimentos a seguir para determinar se convém recomendar uma votação de destituição contra o presidente Donald Trump.

Segundo Jerry Nadler, a investigação dos parlamentares cobre um vasto espectro, tratará, primeiramente, das pressões feitas por Trump sobre a investigação a respeito da intervenção russa na campanha à Presidência de 2016. O objectivo é determinar se ele é culpado de obstrução à Justiça.

A comissão também está interessada em um possível conflito de interesses, ligado à receita de seus hotéis e propriedades, desde que chegou à Casa Branca.

Finalmente, vai-se dedicar ao dinheiro usado para comprar o silêncio de amantes que Trump teria tido durante a campanha de 2016, esse pagamento pode significar uma violação das leis que regulam o financiamento a campanhas eleitorais.

Há meses, os democratas se questionam sobre abrir, ou não, um processo de impeachment contra Trump, sabendo que a maioria republicana no Senado deve, quase certamente, levar a iniciativa ao fracasso.

A presidente da Câmara, a democrata Nancy Pelosi, mantém reservas quanto a esta ideia, temendo que as discussões no Congresso ofusquem os debates mais importantes para a campanha de 2020.

O número daqueles que apoiam a abertura desse processo não para de crescer e, desde este verão (hemisfério norte), a maioria dos representantes democratas abraçou a ideia.

Em paralelo, os congressistas democratas abriram hoje uma nova frente contra o governo Trump, anunciando a abertura de uma investigação sobre as suspeitas de pressão exercidas sobre a Ucrânia, por parte da Casa Branca.

Suspeita-se de que o presidente Donald Trump e seu advogado pessoal, o ex-prefeito de Nova York Rudy Giuliani, tenham insistido para que este país fornecesse elementos para serem usados contra o filho do favorito nas primárias democratas, o ex-vice-presidente Joe Biden. Durante muito tempo, ele teve interesses relacionados com uma companhia de gás ucraniana.

Assuntos Política  

Leia também