Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

05 Outubro de 2019 | 00h30 - Actualizado em 05 Outubro de 2019 | 00h30

Trump reconhece que democratas possuem votos para abrir julgamento político

Washington - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconheceu nesta sexta-feira que os congressistas do Partido Democrata, da oposição, possuem votos suficientes para prosseguir com a abertura de um julgamento político contra ele na Câmara dos Representantes, mas ressaltou que o Senado, de maioria republicana, o absolverá.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

"Os democratas, infelizmente, têm votos", disse Trump a jornalistas na Casa Branca, ressaltando que a oposição "pagará um grande preço" nas eleições presidenciais do próximo ano se o julgamento político se concretizar.

O presidente manifestou confiança de que os republicanos, seus correligionários e que contam com maioria no Senado, onde o processo será decidido, ficarão ao lado dele.

"Temos um óptimo relacionamento com o Senado. Os senadores vêem isso como uma fraude", declarou.

A Câmara dos Representantes, presidida pela democrata Nancy Pelosi, precisa de uma maioria simples de 218 legisladores para enviar as acusações ao Senado.

Os democratas ocupam 235 cadeiras das 435 da Câmara. No Senado, o pedido deve ter o apoio de dois terços da Casa, ou seja, 67, para provocar o impeachment do presidente.

O país passa por um terramoto político desde que Pelosi anunciou uma investigação, na semana passada, para iniciar um possível julgamento político contra Trump por causa de uma conversa telefónica entre o republicano e o presidente ucraniano, Vladimir Zelenski, em Julho.

Nela, o Donald Trump pediu ao ucraniano que investigasse o ex-vice-presidente Joe Biden, actual pré-candidato democrata para o pleito presidencial de 2020, e seu filho Hunter, por suposta corrupção no país.

Assuntos Julgamento  

Leia também
  • 15/06/2019 02:24:24

    Julgamento sobre extradição de Assange fica para 2020

    Londres - A Corte de Magistrados de Westminster, em Londres, fixou para 25 de Fevereiro de 2020 o início do julgamento que decidirá sobre a extradição do fundador do WikiLeaks, Julian Assange, para os Estados Unidos, noticiou à Ansa.

  • 12/06/2019 19:21:28

    Chega ao fim histórico julgamento contra separatistas catalães

    Madrid - O julgamento de doze líderes separatistas catalães no Supremo Tribunal espanhol pela fracassada tentativa de secessão de outubro de 2017 terminou nesta quarta-feira, em Madrid, e o próximo passo a determinação da sentença, anunciou o magistrado Manuel Marchena.

  • 10/06/2019 17:20:34

    Cristina Kirchner comparece à 4ª audiência de julgamento por corrupção

    Buenos Aires - A ex-presidente da Argentina Cristina Kirchner compareceu na manhã desta segunda-feira à quarta audiência do julgamento no qual é acusada de chefiar uma quadrilha que cometeu crimes em concessão de obras públicas enquanto esteve no poder entre 2007 e 2015.