Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

09 Outubro de 2019 | 22h34 - Actualizado em 10 Outubro de 2019 | 10h01

Alemanha: Merkel classifica tiroteio no leste do país como atentado

Alemanha - A chanceler alemã, Angela Merkel, classificou como um "atentado" o tiroteio ocorrido esta quarta-feira perto de uma sinagoga em Halle, no leste da Alemanha, que fez pelo menos dois mortos e dois feridos graves.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Angela Merkel, Chanceler Alemã (arquivo)

Foto: portal.angop.ao

Já o ministro do Interior alemão, Horst Seehofer, foi mais longe nas palavras afirmando que o tiroteio constitui um "ataque anti-semita" provavelmente perpetrado por simpatizantes de um movimento de extrema-direita.

Na rede social Twitter, o porta-voz da chanceler, Steffen Seibert, informou que Angela Merkel está a acompanhar o desenvolvimento dos factos após o atentado de Halle e que expressa a sua solidariedade a todos os judeus pelo feriado (religioso judaico) Yom Kipur, assinalado entre terça-feira e hoje.

"No actual estado de coisas, devemos partir do princípio de que se trata de um anti-semita", acusou por sua vez Horst Seehofer, num comunicado, acrescentando que a justiça suspeita de um acto de extrema-direita.

A polícia de Halle levantou, entretanto, o estado de alerta accionado após o tiroteio, informando que a população daquela cidade está novamente autorizada a sair para as ruas.

“O perigo para a população não é mais considerado como alto", informaram as forças policiais locais no Twitter.

"Ainda estamos no local com um dispositivo importante. Podem regressar às ruas, os alertas estão levantados", acrescentou a polícia.

O ataque ocorreu hoje ao fim da manhã quando um homem fortemente armado tentou entrar numa sinagoga em Halle. Imagens de vídeo amador que circulam na Internet mostram a presença de pelo menos dois atacantes, referiram as agências internacionais.

Segundo os relatos divulgados, a tentativa de entrar na sinagoga foi frustrada e um homem começou a disparar na rua de forma indiscriminada, tendo posteriormente aberto fogo contra os clientes que estavam num estabelecimento de comida turca.

Um suspeito também lançou pelo menos duas granadas de mão, uma contra um cemitério judeu junto da sinagoga e outra contra o estabelecimento de comida. Entre 70 a 80 pessoas estavam no interior da sinagoga no momento do ataque, escreveu a Lusa 

A polícia de Halle confirmou, entretanto, uma detenção. A Procuradoria-geral da Alemanha, que tem competências na área da luta antiterrorista, assumiu já a investigação.

Assuntos Internacional  

Leia também