Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

10 Outubro de 2019 | 23h44 - Actualizado em 11 Outubro de 2019 | 09h55

Conselho de Segurança incapaz de emitir declaração sobre Síria

Síria - Um dividido Conselho de Segurança das Nações Unidas (ONU) não concordou hoje, quinta-feira, em emitir uma declaração após uma reunião fechada sobre os ataques da Turquia no nordeste da Síria, segundo informação divulgada.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Bandeira da ONU

Foto: Divulgação

Entretanto, a embaixadora dos Estados Unidos da América (EUA) na ONU, Kelly Craft, advertiu nesta quinta-feira a Turquia que “sofrerá consequências” se a sua ofensiva no nordeste da Síria não proteger as “populações vulneráveis” e se permitir um ressurgimento do grupo ‘jihadista’ Estado Islâmico (EI).

“Um fracasso na hora de cumprir com as regras de proteger as populações vulneráveis ou garantir que o grupo extremista Estado Islâmico não possa explorar estas acções para se reorganizar terá consequências”,  disse aos jornalistas Kelly Craft, no final da reunião da ONU.

Na reunião, os cinco membros europeus que pediram a reunião de hoje (existem 15 países-membros) instaram a Turquia a uma declaração conjunta “para cessar a acção militar unilateral”.

Consideram que o ataque ameaça o progresso contra o EI.

Assuntos Internacional  

Leia também
  • 11/10/2019 06:16:21

    Ministra alemã sobre ataque: "Terrorismo de extrema direita"

    Berlim - Autoridades alemãs afirmaram nesta quinta-feira que o ataque ocorrido em Halle foi um acto de terrorismo de extrema direita. De acordo com investigadores, o atirador, identificado como Stephan B., queria promover um massacre numa sinagoga e servir de exemplo a extremistas de direita e antissemitas.

  • 11/10/2019 05:50:12

    EUA ameaçam sancionar dirigentes do Sudão do Sul

    Washington - Em meados de Setembro, o Presidente sul-sudanês, Salva Kiir, e o chefe rebelde Riek Machar, cuja inimizade esteve na origem do conflito que começou dois anos apenas depois da independência do Sudão do Sul, e já fez mais de 380 mil mortos, reafirmaram o seu compromisso em respeitar aquele prazo.

  • 11/10/2019 05:18:11

    Desconhecidos disparam contra viatura de candidato em Moçambique

    Maputo - A viatura do cabeça de lista do Movimento Democrático de Moçambique (MDM) na província de Maputo, Augusto Pelembe, foi esta quinta-feira baleada durante uma acção de campanha e o candidato escapou ileso, relatou o próprio aos jornalistas.