Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

09 Outubro de 2019 | 18h49 - Actualizado em 10 Outubro de 2019 | 09h48

NATO preocupada com a destabilização da Síria

Roma - O secretário-geral da NATO apelou hoje ao governo turco, que efectua uma ofensiva no norte da Síria, para "não desestabilizar ainda mais a região", reconhecendo, porém, as "preocupações legítimas de segurança" da Turquia.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Logotipo da OTAN

Foto: Divulgação

Numa conferência de imprensa em Roma, Jens Stoltenberg disse que a Turquia, membro da Aliança Atlântica desde 1952, "tem preocupações legítimas de segurança", ao ter sofrido "ataques terroristas horríveis" e por ter recebido vários milhares de refugiados, grande parte oriundos da Síria.

Stoltenberg falava horas depois do início de uma nova operação militar no nordeste da Síria, anunciada previamente pelo Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, contra a milícia curda das Unidades de Protecção Popular (YPG), apoiada pelos países ocidentais, mas considerada terrorista pelo governo turco.

Na capital italiana, o secretário-geral disse que a NATO foi informada sobre a operação em curso, frisando que "o importante é evitar acções que possam desestabilizar ainda mais a região, aumentar as tensões e causar mais sofrimento humano".

Citado pelas agências internacionais, Jens Stoltenberg acrescentou que a Turquia deve agir com "contenção" e que qualquer acção deve ser "proporcional".

O secretário-geral da NATO irá discutir a acção militar com o líder turco na sexta-feira em Istambul.

Ao início da tarde de hoje, através da rede social Twitter, Erdogan anunciou o início da ofensiva.

"As Forças Armadas turcas e o Exército Livre da Síria (rebeldes sírios apoiados pela Turquia) iniciaram a operação 'Fonte de paz' no norte da Síria", declarou o líder da Turquia.

"A zona de segurança que iremos criar permitirá o regresso de refugiados sírios ao seu país", acrescentou o líder da Turquia, país que acolhe actualmente cerca de 3,6 milhões de refugiados.

Assuntos Conflito  

Leia também
  • 09/10/2019 21:16:43

    Irão alerta para as consequências da ofensiva turca na Síria

    Teerao - A ofensiva que a Turquia lançou no nordeste da Síria vai agravar a crise no país árabe e causar uma nova onda de refugiados, declarou Hossein Amir-Abdollahian, assessor do presidente do Parlamento iraniano.

  • 09/10/2019 21:08:34

    Turquia lança ofensiva terrestre no nordeste da Síria

    Ancara - A Turquia anunciou que as suas tropas terrestres iniciaram uma nova etapa da operação militar no nordeste da Síria nesta quarta-feira (9). A informação foi divulgada pelo Ministério turco da Defesa.

  • 09/10/2019 15:34:43

    Erdogan anuncia início da operação militar turca no nordeste da Síria

    Ancara - O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, anunciou nesta quarta-feira o início da operação no nordeste da Síria que visa o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), organização classificada como terrorista na Turquia, e o Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e diversos outros países).