Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

15 Outubro de 2019 | 05h48 - Actualizado em 15 Outubro de 2019 | 09h12

EUA apertam cerco à Turquia

Washington - A ofensiva turca, contra os curdos no norte da Síria, levou o presidente dos EUA a aumentar o valor das taxas sobre o aço à Turquia. Donald Trump ameaça ainda Ancara com mais sanções e pede o cessar-fogo na região.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Mapa da Síria fronteira com a Turquia

Foto: Divulgação

Através das redes sociais Trump fala do aumento dos impostos sobre o aço em 50 por cento, isto depois destes terem sido reduzidos, há seis meses, e anuncia a suspensão das negociações para um acordo comercial entre os dois países.

Já o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, explica que o presidente norte-americano falou com o comando militar curdo na região e depois com o presidente da Turquia antes de tomar estas decisões, e deixa um aviso:

"Os Estados Unidos querem que a Turquia acabe com a invasão, implemente um cessar-fogo imediato e comece a negociar com as forças curdas, na Síria, para acabar com a violência", afirmou Pence.

A União Europeia também condenou a ofensiva turca na Síria. A chefe da Diplomacia da UE, Federica Mogherini, fala das consequências humanitárias mas enfatiza a questão da segurança:

"Uma das consequências, mais imediatas, destas atividades militares, no nordeste da Síria, é o DAESH poder reencontrar um espaço para respirar dentro desse território. Isso preocupa-nos, enormemente. Essa é uma ameaça à segurança da União Europeia", explicou Mogherini.

Reunidos no Luxemburgo, os 28 ministros dos Negócios Estrangeiros do bloco forte europeu concordaram em proibir a venda de armas à Turquia até que o país ceda no que diz respeito à ofensiva contra os curdos no norte da Síria.

Assuntos Internacional  

Leia também
  • 15/10/2019 06:35:38

    Tufão Hagibis: Número de mortos sobe para 67 no Japão

    Tóquio - Pelo menos 67 pessoas morreram e 15 continuam desaparecidas no Japão após a passagem do tufão Hagibis, no sábado último, de acordo um novo relatório divulgado hoje pela televisão pública NHK.

  • 15/10/2019 02:26:21

    Suíça: OMC autoriza EUA a aumentar taxas sobre produtos europeus

    Genebra - A Organização Mundial de Comércio (OMC) autorizou formalmente os Estados Unidos a colocarem taxas de importação até 7,5 mil milhões de dólares - cerca de 6,8 mil milhões de euros - a produtos de países da União Europeia.

  • 15/10/2019 02:10:06

    Síria envia exército para apoiar rebeldes curdos

    Damasco - Os Estados Unidos estão a retirar da Síria todas as tropas de apoio às forças curdas. A parceria militar, que já vinha da administração Obama, para travar a proliferação do Daesh, conhece desta forma o fim.