Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

16 Outubro de 2019 | 15h51 - Actualizado em 16 Outubro de 2019 | 15h50

Favorito à presidência da Argentina fala sobre Malvinas e preocupa Londres

Buenos Aires - O candidato à presidência da Argentina Alberto Fernández disse que se for eleito revisará todos os acordos com o Reino Unido sobre as Ilhas Malvinas, o que tem causado preocupação em Londres, segundo mídia argentina.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Bandeira da Argentina

Foto: Foto divulgação

Bandeira do Reino unido

Foto: Francisco Miúdo

As eleições argentinas ganharam um maior foco após declarações feitas pelo candidato da Frente de Todos, Alberto Fernández, à presidência do país.

Em um tom nacionalista, o candidato criticou as relações do actual presidente, Mauricio Macri, com o Reino Unido, durante um debate ocorrido neste domingo, 13.

"Nestes anos o governo ocupou-se muito em fazer comércio com o Reino Unido e esqueceu-se da soberania [sobre as] Malvinas. Lá morreram mais de 700 soldados. Em memória de todos eles eu vou fazer com que as coisas sejam diferentes", disse Fernández durante o primeiro debate presidencial argentino.

Com tais palavras, Fernández promete revisar os acordos feitos com o Reino Unido, em especial o Tratado de Madrid.

Segundo o documento, o Reino Unido fez certas concessões em relação à zona de exclusão das Ilhas Malvinas. Ao mesmo tempo, o documento reafirmou o poder britânico sobre as ilhas, o que tem desagradado Fernández.

Além disso, o candidato pretende criar a Secretaria de Malvinas que, diferentemente da criada durante o governo de Cristina Kirchner, responderia directamente ao presidente.

De acordo com o portal argentino Infobae, a chapa de Fernández já possui uma equipa que deverá ocupar-se exclusivamente das Malvinas.

O objectivo seria reformular as relações com as ilhas e com o Reino Unido sobre a questão.

"O tema das Malvinas será prioritário e isso incluirá uma revisão de tudo o que foi feito até agora", teria dito um dos membros da chapa de Fernández ao portal argentino.

Ainda segundo o Infobae, a fala do candidato causou preocupação na chancelaria britânica.

A delicada disputa pela soberania das ilhas entre Buenos Aires e Londres já foi motivo de guerra entre ambos os países na década de 1980.

Assuntos Eleições  

Leia também
  • 16/10/2019 10:23:32

    Críticas a Warren e destituição de Trump dominam primárias democratas

    Washington - A senadora Elizabeth Warren foi o principal alvo dos ataques no quarto debate dos candidatos às eleições primárias do Partido Democrata, marcado pela defesa de um inquérito para a destituição do Presidente norte-americano, Donald Trump, noticiou hoje a Lusa.

  • 14/10/2019 12:46:20

    Conservadores polacos reeleitos nas legislativas com 45% dos votos

    Varsóvia - Os conservadores nacionalistas no poder na Polónia venceram as eleições legislativas com 45,16% dos votos, de acordo com os resultados oficiais que se referem à contagem de 82,79% das circunscrições, noticiou nesta segunda-feira Reuters.

  • 10/10/2019 20:07:34

    Miguel Díaz-Canel é eleito presidente de Cuba

    Havana - O actual líder de Cuba, Miguel Díaz-Canel, teve a sua eleição como presidente confirmada nesta quinta-feira (10) pelo Parlamento cubano. O posto de presidente foi criado no país num referendo constitucional em Fevereiro deste ano.