Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

13 Janeiro de 2020 | 10h18 - Actualizado em 13 Janeiro de 2020 | 10h35

Dois militares dos EUA mortos na sequência de explosão no Afeganistão

Washington - Dois militares dos Estados Unidos foram mortos e outros dois ficaram feridos, após explosão de uma bomba na província de Kandahar, no sul de Afeganistão, informou em comunicado a coligação liderada pelos EUA em Cabul, citada pela Associed Press (AP).

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Mapa do Afeganistão

Foto: Divulgação

Os militares morreram quando o seu veículo atingiu um dispositivo explosivo improvisado.

Entre 12 mil e 13 mil militares dos EUA encontram-se actualmente cumprindo serviço no Afeganistão como parte de uma missão da OTAN, liderada por Washington com o objectivo de treinar, prestar assistência e suporte às forças afegãs, escreve a CNN.

No fim de Dezembro, o mesmo grupo terrorista afegão reivindicou a responsabilidade pela morte do sargento Michael J Goble, que faleceu no resultado de ferimentos sofridos durante as operações.

Desde o início da guerra, a mais longa dos EUA (começou em 2001), no total já morreram mais de 2.400 militares norte-americanos.  

O ano passado foi o mais mortal nos últimos cinco anos para as tropas dos EUA,  tirando vida de 23 militares durante as operações no país.

De acordo com várias fontes, os talibãs assumiram a responsabilidade pelo ataque.

O Afeganistão vive uma situação de instabilidade devido aos ataques dos Talibãs desde 2015, do grupo terrorista Daesh (organização proibida na Rússia e em outros países) apesar da forte presença militar dos EUA e dos seus aliados.

Assuntos Internacional  

Leia também