Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

15 Fevereiro de 2020 | 02h01 - Actualizado em 15 Fevereiro de 2020 | 01h59

Bolsas europeias antecipam impacto limitado de coronavírus e beiram recordes

Lisboa - As bolsas europeias, relativizando o impacto do novo coronavírus, tiveram uma dinâmica favorável nesta semana, graças aos fluxos de liquidez, aos bons resultados e a dados animadores, uma evolução que deve prosseguir nos próximos dias.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

"A resiliência do mercado é excelente", e ele se recusa a "ver o copo d'água meio vazio", disse à AFP Guillaume Garabedian, responsável pela assessoria de gestão Meeschaert Gestion Privée.

Embora os anúncios sobre a epidemia COVID-19 - que deixou 1.400 mortos e cerca de 64 mil contaminados, principalmente na China - tenham provocado quedas pontuais dos índices, isso não lhes impediu de alcançar novos recordes nesta semana.

"Actualmente não temos um factor de valorização preciso que nos permita dizer que a situação da epidemia vai piorar na China", afirmou Garabedian.

Os mercados acham que, provavelmente em Fevereiro, os casos do coronavírus vão começar a diminuir, avalia Esty Dwek, directora de estratégia de mercado da Natixis IM Solutions.

Soma-se a isto um pano de fundo favorável. "Os mercados americanos vão de recorde em recorde, os bancos centrais estão aí, há perspectivas de planos de relançamento" na China e na Europa e as empresas continuam a comprar suas próprias acções, garante.

Temos uma rede de segurança procedente dos bancos centrais ou de governos que, de forma geral, têm muita vontade de prolongar este ciclo" económico", afirma Dwek.

Assuntos Internacional  

Leia também