Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

15 Fevereiro de 2020 | 01h55 - Actualizado em 15 Fevereiro de 2020 | 01h55

Volkswagen propôs 830 milhões de euros para encerrar processo na Alemanha

Braunschweig - A Volkswagen propôs pagar 830 milhões de euros, para resolver um grande processo movido por mais de 400 mil clientes, que pedem indemnização por seus carros equipados com motores a diesel adulterados, informou um porta-voz do grupo automobilístico na sexta-feira.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O acordo, no entanto, "fracassou" - pelo menos provisoriamente - por causa de "reivindicações exageradas" em relação aos honorários dos advogados da Federação Alemã de Defesa do Consumidor (VZBV), que conduz essa primeira acção em grupo na Alemanha no âmbito do "dieselgate", acrescentou o porta-voz.

"A Volkswagen e a VZBV chegaram a um acordo sobre uma resolução amigável no valor de quase 830 milhões de euros no total", explicou a fabricante em um comunicado enviado à AFP.

Este grande processo movido pelos consumidores, o componente judicial mais importante até agora do escândalo que assombra a indústria automobilística alemã há mais de quatro anos, foi aberto no final de Setembro.

A montadora é acusada de ter instalado um software sem o conhecimento de seus clientes, que fazia com que seus veículos a diesel parecessem menos poluentes do que realmente eram.

Os dois lados anunciaram negociações para uma resolução do litígio no início de Janeiro.

Mas "a solução fracassou porque os advogados da VZBV insistem num pagamento de 50 milhões de euros" em honorários e isso "sem provas concretas suficientes".

Assuntos Internacional  

Leia também