Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

21 Fevereiro de 2020 | 19h29 - Actualizado em 22 Fevereiro de 2020 | 11h07

Assange pode pedir asilo na França, diz advogado

Paris - O jornalista Julian Assange, fundador do WikiLeaks que está preso no Reino Unido e luta contra uma extradição aos Estados Unidos por espionagem e invasão cibernética, pode pedir asilo na França, disse hoje seu advogado, Eric Dupond-Moretti.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

jornalista Julian Assange, fundador do WikiLeaks (arquivo)

Foto: Google/Divulgação

Falando à rádio Europe 1, Dupond-Moretti acrescentou que a equipa legal de Assange fará contacto com o presidente francês, Emmanuel Macron, para apresentar a proposta de concessão de asilo para o seu cliente na França. Assange disse que o seu filho mais novo e a mãe da criança são franceses.

Os advogados de Assange observaram que o pedido de asilo "não é uma exigência comum" porque ele não está em solo francês. Dupond-Moretti adiantou que o pedido de asilo francês se baseará por razões de saúde e humanitárias, argumentando que Assange, de 48 anos, mostra sinais de "tortura psicológica".

"O Artigo 53 da nossa Constituição permite à França dar refúgio a um homem que esteja a ser ameaçado por causa da sua liberdade de expressão", afirmou ele à rádio.

Assange, que passou sete anos exilado na embaixada do Equador em Londres até ser retirado em Abril último, é procurado nos EUA por 18 acusações, incluindo conspiração por invadir computadores do governo e violação da lei de espionagem.

Actualmente encontra-se preso em Londres, e a juíza Vanessa Baraitser ouvirá na próxima semana os argumentos na qual se decidirá se mesmo deve ou não ser enviado aos EUA.

Assuntos Justiça  

Leia também
  • 21/02/2020 11:12:53

    Conselheiro de Trump condenado a três anos e quatro meses de prisão

    Washington - O conselheiro da campanha eleitoral de Donald Trump em 2016, Roger Stone, foi condenado esta quinta-feira a quatro anos e três meses de prisão, por ter mentido ao Congresso sob juramento, obstruído as investigações sobre a alegada interferência da Rússia nas eleições de 2016 e intimidado testemunhas.

  • 21/02/2020 09:47:34

    Três indivíduos condenados à prisão por roubo de moeda em Berlim

    Berlim - Um tribunal distrital de Berlim impôs uma pena de quatro anos e seis meses a dois dos réus e três anos e quatro meses de prisão a um terceiro, de 21 anos, que trabalhava como segurança do museu que forneceu informações sobre os sistemas de alarme do lugar, noticiou a Deutsche Welle (DW).

  • 21/02/2020 09:14:04

    Amnistia Internacional pede que Assange não seja extraditado para EUA

    Londres - A Amnistia Internacional apela aos EUA que suspendam as acusações de espionagem ao fundador do site WikiLeaks, Julian Assange, e ao Reino Unido que não o extradite, sob pena de se cometer uma violação grave dos direitos humanos, noticiou nesta sexta-feira a Reuters.