Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

26 Março de 2020 | 16h25 - Actualizado em 26 Março de 2020 | 16h25

Embraer regista prejuízo de 240 milhões de euros em 2019

Brasília - A fabricante de aeronaves brasileira Embraer registou perdas de 1,3 mil milhões de reais (cerca de 240 milhões de euros) em 2019, segundo um comunicado divulgado hoje pela empresa ao mercado.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A Embraer atribuiu as perdas ao menor resultado operacional e ao aumento de impostos no ano passado.

Apesar das perdas, a receita bruta da empresa aumentou 16,4%, para 21,8 mil milhões de reais (3,9 mil milhões de euros), impulsionada principalmente pela variação cambial e pelo aumento do volume de negócios nas áreas de Defesa e Segurança (39%), Aviação Executiva (35%) e Serviços e Suporte (16%).

Já o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado somou 725,6 milhões de reais (132,2 milhões de euros), com margem de 3,3%.

A Embraer informou também que entregou 89 aeronaves comerciais e 109 jactos executivos aos seus clientes no ano passado. Em 2018, a empresa entregou 90 aeronaves comerciais e 91 executivas.

Segundo a fabricante de aeronaves brasileira, a carteira de pedidos totalizava 16,8 mil milhões de dólares (3 mil milhões de euros) no final do ano passado.

No comunicado, a Embraer afirmou que até o momento não sofreu atrasos na sua cadeia de peças, operação de fabricação ou impactos "relevantes" na procura dos seus produtos como resultado da crise causada pela pandemia de covid-19.

No entanto, a empresa especificou que suspendeu as projecções dos resultados para 2020 "devido à incerteza relacionada ao impacto da propagação do novo coronavírus".

"Se as medidas tomadas em todo o mundo na tentativa de retardar a propagação do vírus persistirem, a economia global será impactada negativamente, o que poderá impactar negativamente a Embraer", afirmou a empresa na nota.

"Não podemos garantir, neste momento, em que medida o vírus e as medidas para tentar contê-lo afectarão a empresa", enfatizou.

A Embraer é fabricante e líder mundial de aeronaves comerciais com até 150 assentos e tem mais de 100 clientes em todo o mundo.

A empresa brasileira mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e de distribuição de peças, entre outras actividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

Em Portugal, no Parque de Indústria Aeronáutica de Évora, funcionam duas fábricas da Embraer, sendo que a empresa também é accionista da OGMA - Indústria Aeronáutica de Portugal, com 65% do capital, em Alverca.

Assuntos Economia  

Leia também
  • 26/03/2020 10:20:09

    Bolsa de Tóquio cai 4,51% no fecho

    Tóquio - A bolsa de Tóquio caiu hoje (26) no fecho, com o principal índice, o Nikkei, a perder 4,51% para 18.664,60 pontos, devido ao impacto na economia do isolamento da população de Tóquio, em resposta à covid-19.

  • 23/03/2020 11:57:07

    EAU: Suspensão total dos voos de passageiros

    Dubai - Os Emirados Árabes Unidos anunciaram nesta segunda-feira, 23, a suspensão, a partir de quarta-feira, 25, e por duas semanas, de todos os voos de passageiros, incluindo em trânsito, por causa da pandemia da covid-19.

  • 20/03/2020 00:45:55

    BCE prevê recessão "considerável" na zona do euro

    Berlim - A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, prevê uma recessão "considerável" na zona do euro devido ao impacto da epidemia de coronavírus, em um texto que vários jornais europeus publicarão hoje.