Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

23 Maio de 2020 | 22h31 - Actualizado em 23 Maio de 2020 | 21h45

Irão volta a aliviar medidas após anunciar mais 59 óbitos e 1.869 casos

Teerão - O Governo iraniano anunciou hoje uma nova flexibilização das medidas de restrição impostas pela pandemia de Covid-19, num dia em que as autoridades sanitárias confirmaram mais 59 mortes e 1.869 novos casos nas últimas 24 horas.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Mapa da Irão

Foto: Divulgação

O Irão é o país mais afectado pelo novo coronavírus no Médio Oriente, totalizando 7.359 óbitos desde que começou a registar os primeiros casos de infecção em meados de Fevereiro. Já o número de casos ascende agora a 133.521, segundo avançou o porta-voz do Ministério da Saúde, Kianouche Jahanpour, apesar das dúvidas levantadas por peritos iranianos e estrangeiros.

Por outro lado, 10 províncias não registaram qualquer morte pela Covid-19 e outras seis contabilizaram apenas um óbito face à véspera, o que levou o presidente iraniano, Hassan Rouhani, a declarar o arranque de uma fase menos restritiva de combate à propagação do SARS-CoV-2.

A partir de terça-feira vão reabrir os museus, monumentos nacionais e santuários xiitas, entre os quais estão locais icónicos de peregrinação, como o mausoléu de Imam-Reza, em Mashhad (nordeste), o santuário de Fatima-Massoumeh, em Qom (centro), e o santuário Shah-Abdol-Azim, na capital. Inicialmente, está prevista a abertura destes locais por apenas seis horas por dia e mediante o cumprimento de protocolos sanitários rigorosos.

Hassan Rouhani acrescentou também que os funcionários que se encontram em regime de teletrabalho poderão voltar a frequentar os respectivos empregos a partir de dia 30 de Maio.

Assuntos Internacional  

Leia também