Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

01 Agosto de 2020 | 21h23 - Actualizado em 01 Agosto de 2020 | 21h22

Mais de 60 pessoas morrem intoxicadas por álcool de contrabando na Índia

Nova Delhi - Mais de sessenta pessoas morreram depois de beber álcool de contrabando intoxicado no estado indiano de Punjab (nordeste), afirmaram as autoridades e a imprensa, noticiou a AFP.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

As vítimas morreram em três distritos do estado e a polícia prendeu 10 pessoas, afirmaram as autoridades.

Centenas de pessoas morrem a cada ano na Índia por álcool intoxicado produzido em destilarias de rua, que é vendido por apenas 10 rúpias (13 centavos de dólar) o litro.

Onze pessoas morreram no distrito de Gurdaspur, declarou um funcionário à agência de notícias AFP. A agência de notícias Press Trust of India e outros meios de comunicação informaram neste sábado que a bebida ilegal causou 53 mortes nos distritos vizinhos de Amritsar e Tarn Taran.

 Acredita-se que tenha havido mais mortes nos últimos dias, mas não se pode provar já que os corpos foram incinerados sem que fosse feita uma autópsia.

O primeiro-ministro do estado de Punjab, Amarinder Singh, disse na sexta-feira que ordenou uma investigação especial sobre as mortes e que "ninguém que seja declarado culpado será perdoado".

Assuntos Crime  

Leia também
  • 28/05/2020 11:31:59

    Protestos nos EUA contra morte de afro-americano

    Minneapolis, Estados Unidos - Milhares de pessoa voltaram a sair às ruas nesta quarta-feira para protestar contra a morte de um homem negro sob custódia policial em Minneapolis, nos Estados Unidos, em protestos que acabaram em confrontos com a Polícia.

  • 07/05/2020 08:03:47

    Assassinado investigador chinês que estudava Covid-19 nos EUA

    Washington - Um investigador chinês da Universidade de Pittsburgh, no estado norte-americano da Pensilvânia, que estava a estuda a Covid-19, foi assassinado a tiro no seu apartamento, no último sábado, naquilo que as autoridades descrevem como um homicídio seguido de suicídio.

  • 25/03/2020 10:59:04

    Procuradoria turca acusa formalmente 20 sauditas por assassinato de jornalista

    Ancara - A Turquia anunciou hoje que acusou formalmente 20 sauditas, incluindo duas pessoas próximas ao príncipe herdeiro Mohammed bin Salman, pelo assassinato do jornalista Jamal Khashoggi em Istambul em 2018, noticiou a AFP.