Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

25 Abril de 2004 | 13h26

Música: Fãs de David Zé `invadem´ Centro Kilamba

Luanda

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Adquir um ingresso para recordar David Zé esteve difícil

Foto: Foto Angop

Luanda, 25/04 - "Invasão". Este é o termo adequado para caracterizar a presença hoje de cerca de quatro centenas de fãs do malogrado músico e compositor angolano David Zé no Centro Cultural e Recreativo Kilamba, em Luanda, para assistir a homenagem a título póstumo efectuada pela Rádio Nacional de Angola (RNA).

Uma hora depois do início da actividade (09 horas), o Kilamba tornou-se pequeno para albergar todos quantos pretendiam recordar os velhos tempos vividos nos centros recreativos angolanos na companhia de David Zé.

Com a sala lotada, no lado de fora ainda se podia ver gente a "lutar" por um ingresso que lhes desse acesso ao local, com o intuito de ouvir mais uma vez as músicas que celebrizaram David Zé ao longo dos anos 60 e 70.

Aberto pelo músico Nelo Bastos, que interpretou os temas "Lamento de Paiva" e "Kadikazeca", de autoria de David Z`, o evento contou ainda com as presenças notórias das ex-esposas do homenageado, Maria da Trindade e Maria da Piedade.

Toy Cazevo, Dino Kapakupaku, Pakito e os manos de David Zé, Gaby Moy e Dilangue subiram igualmente ao palco do Kilamba para interpretar temas como "Merengue Santo António", "Namorada do Conjunto", "Kalumba Yó" e outras do vasto repertório de um dos melhores interpretes daquela época.

E como já se tornou hábito, nesta quarta edição do Caldo do Poeira a RNA fez a entrega de um diploma de mérito, num gesto acompanhado pelo presidente do Conselho de Administração do Banco de Poupança e Crédito, Paixão Júnior, que procedeu a entrega de uma viola aos irmãos de David Zé.