Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

08 Setembro de 2010 | 14h42 - Actualizado em 08 Setembro de 2010 | 18h13

Governante defende reabilitação do Forte de São Pedro

Benguela

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Lobito - A ministra da Cultura, Rosa Cruz e Silva, defendeu terça-feira, no Lobito, província de Benguela, a necessidade de reabilitação do antigo Forte de São Pedro, localizado na comuna da Catumbela, de modo a converté-lo em museu que deverá conservar documentos históricos da região de Benguela.

A ministra, que falava à imprensa no termo de visitas que efectuou em diversos empreendimentos do sector que dirige, fez saber que o governo tem a preocupação de recuperar todo acervo cultural de modo a assegura a história do país.

Para acautelar todos os planos, a ministra, em companhia com o ministro do Urbanismo e Construção, José Ferreira, e o governador de Benguela, Armando da Cruz Neto, estiveram no local (Fortaleza de São Pedro), tendo constatado a necessidade urgente da recuperação daquele imóvel que muito tem a ver com a história das cidades de Benguela, Lobito e a actual vila da Catumbela.

Rosa Cruz e Silva e José Ferreira decidiram a reabilitação do imóvel de modo a se evitar que desabe e se perca definitivamente a historia.

Os governantes reconheceram a importância daquele monumento histórico ou património cultural nacional, tendo assumido a responsabilidade de se criar condições de protecção do imóvel, cujas obras deverão iniciar ainda este ano.

O Forte de São Pedro, erguido nos morros da região da Catumbela entre os séculos XVIII e XIX, de acordo com os historiadores, desempenhou duas funções importantes, sendo que a primeira favoreceu a fixação dos portugueses na região de Benguela.

Já na segunda fase, de acordo com os arquivos da antiga administração portuguesa, o Forte de São Pedro (Fortaleza) servia para impedir que se continuasse o comércio e encaminhamento de escravos a partir daquela região.

A ministra Rosa Cruz e Silva, no seu primeiro dia de trabalho á província de Benguela, visitou os cines das cidades de Benguela, Baia Farta, bem como se deslocou a estação arqueológica do Dungo.

A ministra Rosa Cruz e Silva trabalha hoje (quarta-feira) nos municípios do Bocoio e do Lobito.

Leia também
  • 28/01/2019 12:49:02

    Associação quer Carnaval do Lobito como atractivo turístico

    Lobito - O vice-presidente da Associação do Carnaval do Lobito (ACL), Madaleno Constantino, anunciou hoje, segunda-feira, a intenção de fazer do Entrudo uma marca daquela cidade da província de Benguela, a fim de ser reconhecido a nível nacional.

  • 25/01/2019 04:22:28

    Autoridades do Lobito pedem que promotores cumpram regras de espectáculos

    Lobito - O director da Repartição Municipal dos Assuntos Sociais do Lobito, Henrique Pascoal, alertou, esta quinta-feira, aos promotores de eventos para a importância de cumprirem com rigor as regras sobre promoção de espectáculos e divertimentos públicos, sob pena de incorrerem em pesadas multas.

  • 25/01/2019 04:14:00

    Congresso da mocidade Baptista junta centenas de fiéis no Lobito

    Lobito - Perto de trezentos fiéis da Igreja Convenção Baptista de Angola (CBA) participam desde a última quinta-feira até sábado, na cidade do Lobito, em Benguela, no 18º Congresso Nacional da Mocidade, com a finalidade de despertar os jovens para serem vocacionados na sociedade.

  • 14/01/2019 21:20:55

    Actores de teatro e bailarinos em formação no Lobito

    Lobito - Actores de teatro e bailarinos participam de hoje até a próxima sexta-feira, na cidade do Lobito, província de Benguela, numa formação que contempla o domínio das artes de encenação e a expressão corporal em palco, sob a égide do colectivo de artes Ndinga Nzola.