Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

08 Setembro de 2010 | 14h42 - Actualizado em 08 Setembro de 2010 | 18h13

Governante defende reabilitação do Forte de São Pedro

Benguela

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Lobito - A ministra da Cultura, Rosa Cruz e Silva, defendeu terça-feira, no Lobito, província de Benguela, a necessidade de reabilitação do antigo Forte de São Pedro, localizado na comuna da Catumbela, de modo a converté-lo em museu que deverá conservar documentos históricos da região de Benguela.

A ministra, que falava à imprensa no termo de visitas que efectuou em diversos empreendimentos do sector que dirige, fez saber que o governo tem a preocupação de recuperar todo acervo cultural de modo a assegura a história do país.

Para acautelar todos os planos, a ministra, em companhia com o ministro do Urbanismo e Construção, José Ferreira, e o governador de Benguela, Armando da Cruz Neto, estiveram no local (Fortaleza de São Pedro), tendo constatado a necessidade urgente da recuperação daquele imóvel que muito tem a ver com a história das cidades de Benguela, Lobito e a actual vila da Catumbela.

Rosa Cruz e Silva e José Ferreira decidiram a reabilitação do imóvel de modo a se evitar que desabe e se perca definitivamente a historia.

Os governantes reconheceram a importância daquele monumento histórico ou património cultural nacional, tendo assumido a responsabilidade de se criar condições de protecção do imóvel, cujas obras deverão iniciar ainda este ano.

O Forte de São Pedro, erguido nos morros da região da Catumbela entre os séculos XVIII e XIX, de acordo com os historiadores, desempenhou duas funções importantes, sendo que a primeira favoreceu a fixação dos portugueses na região de Benguela.

Já na segunda fase, de acordo com os arquivos da antiga administração portuguesa, o Forte de São Pedro (Fortaleza) servia para impedir que se continuasse o comércio e encaminhamento de escravos a partir daquela região.

A ministra Rosa Cruz e Silva, no seu primeiro dia de trabalho á província de Benguela, visitou os cines das cidades de Benguela, Baia Farta, bem como se deslocou a estação arqueológica do Dungo.

A ministra Rosa Cruz e Silva trabalha hoje (quarta-feira) nos municípios do Bocoio e do Lobito.

Leia também
  • 13/01/2015 19:46:58

    Benguela: Inscritos 23 grupos para carnaval 2015 no Balombo

    Balombo - Vinte e três grupos carnavalescos, entre adultos e infantis, foram inscritos até hoje, terça-feira, no município do Balombo, província de Benguela, para participarem no desfile do carnaval deste ano, a decorrer dia 17 de Fevereiro.

  • 10/01/2015 19:50:41

    Benguela: Vencedores elogiam Prémio de Cultura e Artes

    Benguela - Os vencedores do Prémio Provincial de Cultura e Artes, da edição 2013-2014, elogiaram na sexta-feira a iniciativa desenvolvida pelo governo de Benguela, desde 2011, em instituir o referido galardão, que incentiva a afirmação da cidadania, criatividade e a dignidade das distintas expressões culturais enraizadas nos costumes e tradições do país.

  • 10/01/2015 12:06:45

    Benguela: Laureados com Prémio Provincial de Cultura recebem galardões

    Benguela - As oito personalidades distinguidas com o Prémio Provincial de Cultura e Artes, edição 2013-2014, receberam sexta-feira os respectivos galardões, avaliados em um milhão e 400 mil kwanzas, cada, numa cerimónia presidida pelo governador de Benguela, Isaac Maria dos Anjos.

  • 09/01/2015 11:18:21

    Benguela: Carnaval 2015 contará com desfile de oito municípios

    Benguela- O desfile do provincial Carnaval de 2015 em Benguela contará com a participação de grupos de oito dos 10 municípios , anunciou o director provincial da Cultura, Cristóvão Mário Kajibanga.