Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

23 Janeiro de 2011 | 02h40 - Actualizado em 23 Janeiro de 2011 | 02h40

Igreja de São José de Calumbo classificada como Património Histórico-cultural Angolano

Reconhecimento

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Luanda – A Igreja de São José de Calumbo, localizada no município de Viana, em Luanda, passou, a partir deste sábado, a ser considerada como património histórico cultural de Angola.


O descerramento da placa identificativa do Monumento Histórico Cultural aconteceu a margem de uma palestra subordinada ao tema “Luanda suas Gentes, Lugares de Memoria e Cultura”, orientado pelo jurista, escritor e jornalista, José Moreno Pereira da Gama, no âmbito do programa Central do Governo Provincial das celebrações do 435 aniversário da Fundação da cidade de Luanda.


A Igreja de São José de Calumbo é um templo de pequenas proporções, com nave e capela-mor, apresenta características dos princípios do século XVIII, tendo sido classificada como imóvel de Interesse Público pela portaria nº 10.678, publicada no boletim oficial nº 11 de 18 de Março de 1959-Iª Série.


Instado a pronunciar-se sobre o templo, o padre António Vigário, disse que “este Santuário é muito importante para a Igreja Católica, pois tem o nome de São José que é o patrono da Igreja Universal, realçando que este é um “reconhecimento ideal do que já existe”, esperando que este monumento dê cada vez mais frutos”.


A Igreja Católica como igreja mãe, sublinhou o prelado, abre as portas para todos, não só aos católicos, mas sim aos que querem repousar e reflectir sobre as suas vidas.


Por seu turno, José Moreno Pereira da Gama, orador da palestra subordinada ao tema “Luanda suas Gentes, Lugares de Memoria e Cultura”, deu a conhecer aos presentes que em 1575 estabeleceram-se vários presídios na margem direita do rio Kwanza, um dos quais era o presídio de “Calumbu” que data dessa época, e foi dependente da Capitania geral de Luanda.


Segundo o orador, depois de varias mudanças, finalmente por portaria 2706 de 9/7/1938-B.O. 28, Calumbo foi extinto e a sua área incorporada no posto de Bom Jesus, e por intermédio do outro Decreto Executivo nº 36/81 de 23 de Setembro é incorporado ao município de Viana, província de Luanda.


Calumbo contribuiu muito para o desenvolvimento da cidade de Luanda, referiu o palestrante, isto porque na área havia um porto, uma linha férrea que transportava as mercadorias do centro para o interior e vice-versa, sublinhando que todos estes elementos levam a reflectir e ter-se a necessidade de cada vez mais de se conhecer Calumbo e incorporar-se esses elementos históricos que comporta na grande história de Luanda.


A comuna de Calumbo tem uma extensão territorial de 212.5 quilómetros quadrados, fica situada a sul da comuna sede de Viana.

Assuntos Província » Luanda  

Leia também
  • 25/01/2019 17:08:47

    Artistas alemãs em Angola para troca de experiências

    Luanda - Uma comitiva composta por 13 artistas, entre actores, directores e técnicos da área de teatro, estão desde hoje, sexta-feira, em Luanda, para troca de experiência e intercâmbio cultural com fazedores de artes angolanos.

  • 25/01/2019 16:42:33

    Governo de Luanda institui prémios de cultura e arte

    Luanda - O governador da capital do país, Sérgio Luther Rescova, determinou por via de um despacho tornado público hoje, sexta-feira, instituir e convocar os prémios "Luanda" nas categorias de teatro, literatura, dança, artes plásticas e canção, a partir desse ano.

  • 24/01/2019 15:31:21

    Munícipes de Icolo e Bengo beneficiam de formação artística

    Icolo e Bengo - Duzentos e 50 munícipes, dos cinco aos 22 anos de idade, do município de Icolo e Bengo, em Luanda, beneficiam de formação em artes plásticas, teatro e dança no Centro cultural Agostinho Neto, em Catete.

  • 11/01/2019 12:55:56

    Psico-pedagogo lança "A gestão democrática da escola pública em Angola"

    Luanda - Uma obra científica, com o título "A gestão democrática da escola pública em Angola", do psico-pedagogo Ngangula Miguel de Sousa será lançada, no dia 26 de Janeiro, no Parque da Independência, em Luanda.