Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

24 Março de 2011 | 21h39 - Actualizado em 24 Março de 2011 | 21h39

Pepetela anuncia lançamento de crónicas

Literatura

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar


Luanda – O escritor angolano Pepetela anunciou hoje, em Luanda, o lançamento, para este ano, de um ciclo de crónicas, escritas no período de conflito armado que assolou o país durante três décadas.


O autor de Mayombe fez o anúncio no final do encontro de concertação que manteve com o grupo Horizonte Njinga Mbandi, no âmbito da reestreia da peça “Lueji: O Nascimento de um Império”, a ser exibida dia 27 de Março (domingo), no Cinema Tropical, em Luanda.


Sem avançar muitos dados, Pepetela acrescentou simplesmente tratar-se de uma obra que aborda questões recorrentes daquela época de conflito armado.


Por outro lado, o autor reconheceu estar expectante quanto a reestreia da peça “Lueji: O Nascimento de Um Império”, pois, segundo ele, a obra “tocou algumas pessoas” de tal sorte que resolveram dramatizá-la.


“Estou realmente feliz por esta homenagem a obra “Lueji”. Uma felicidade que vem acompanhada de um sentimento de expectativa, pois quero saber como será a representação”, adiantou.


O mesmo referiu que a adaptação de obras literárias ao teatro constitui uma forma de manter essas obras e os seus autores presentes e vivos.


Por seu turno, o encenador do grupo “Horizonte Njinga Mbandi, Adelino Caracol reconheceu haver uma responsabilidade acrescida quando se trata de adaptações de grandes obras como é o caso de “Lueji”: O Nascimento de um Império”.


“Pepetela é um escritor de peso com obras espalhadas pelo mundo. Um escritor que tem as editoras atrás de si e não o contrário. Só este último elemento acresce ainda mais as responsabilidades do Horizonte Njinga Mbandi que vai mais uma vez enfrentar este desafio”, afirmou.


Artur Carlos Maurício Pestana dos Santos, conhecido pelo pseudónimo Pepetela, nasceu em Benguela em 1941.


A sua obra reflecte sobre a história contemporânea de Angola, e os problemas que a sociedade angolana enfrenta.


Pepetela, angolano de ascendência portuguesa, lutou juntamente com MPLA para libertação da sua terra natal. O seu romance, Mayombe, retrata as vidas e os pensamentos de um grupo de guerrilheiros durante aquela guerra. Yaka segue a vida de uma família colonial na cidade de Benguela ao longo de um século, e A Geração da Utopia mostra a desilusão existente em Angola depois da independência.