Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

04 Maio de 2012 | 11h35 - Actualizado em 04 Maio de 2012 | 11h35

Filme angolano O Heroi apresentado na capital canadiana

Cinema

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar


Ottawa – O filme angolano O Heroi, do cineasta José Augusto Octávio Gamboa dos Passos "Zeze Gamboa", foi apresentado quinta-feira em Ottawa, durante o Festival de Cinema da Língua Portuguesa que decorre na capital canadiana, de 2 a 4 de Maio, em saudação ao dia da LÍngua Portuguesa, que se celebra a 5 de Maio.


O evento, uma promoção das Missões Diplomáticas dos países membros da CPLP acreditados no Canadá (Angola, Brasil, Portugal e Mocambique), conta com o apoio do Instituto Canadiano do Cinema.

Além do filme de Angola, legendado em inglês, o público canadiano apreciou os filmes do Brasil, À Deriva, e de Mocambique, O Paraiso perdido de África, bem como o de Portugal, Mistérios de Lisboa, o que um turista deve ver, a ser exibido hoje.


Ao usar da palavra, na abertura do festival, que decorre no auditório da Livraria e Arquivo nacional do Canadá, o embaixador de Angola nesse país, Agostinho Tavares, salientou a importância do português no mundo e o número crescente de falantes desta língua, que se estima em 240 milhões.


Ao referir-se ao filme de Angola, que mostra a luta travada por um ex-combantente para inserir-se na sociedade luandense, explicou que reflecte a história de uma Angola pós-guerra, mas que hoje, decorridos 10 anos após o alcance da paz, o cenário político, económico e social do país é completamente diferente do apresentado na película o O Herói.

Por sua vez, os embaixadores do Brasil, Piragibe dos Santos Tarrago, e de Portugal, Pedro Moitinho de Almeida, exaltaram igualmente a expansão da língua portuguesa no mundo, tendo a diplomata brasileira enaltecido o papel desempenhado pelas novelas brasileiras neste sentido, apontando, como exemplo, as telenovelas o Roque Santeiro e Escrava Isaura.

Paragibe dos Santos referiu que o facto de haver cursos de língua portuguesa nalgumas universidade canadianas já mostra o grande interesse que as pessoas estão a conferir à língua, dada a sua expansão, chegando a ser a quarta língua mais usada na internet.


Para o segundo secretário da embaixada de Mocambique em Washington, António Tauzene, em representação da embaixadora do seu país, o interesse igualmente demonstrado por alguns países africanos da região central em fazer parte da comunidade dos países de expressão portuguesa (CPLP) mostra o protagonismo desta língua no mundo.


Durante o evento, foram entregues alguns prémios aos melhores estudantes de língua portuguesa das universidades de Ottawa e Carleton, localizados na capital canadiana, oferecido pelas embaixadas de Angola, Portugal e Brasil.


No final da sessão inaugural, os presentes foram brindados com um cocktail oferecido pelos três chefes das missoes diplomáticas da CPLP com residência em Ottawa, acompanhado por uma banda brasileira, a Folcresta.


A representação diplomática angolana, colocou à disposição dos presentes uma brochura sobre a indústria cinematográfica angolana.


A sessão de abertura do ciclo de cinemas da CPLP contou com a presença de políticos, diplomatas, académicos, estudantes, bem como membros da sociedade canadiana e a  comunidade angolana residente em Ottawa.