Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

06 Agosto de 2013 | 12h38 - Actualizado em 06 Agosto de 2013 | 14h52

Monumento Cristo Rei ascende à categoria arquitectónica nacional

Huíla

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Lubango – O monumento arquitectónico Cristo Rei, edificado em 1957, vai ser classificado ainda este ano no quadro de categoria nacional, segundo a directora provincial da cultura da Huíla, Maria Marcelina Gomes.


A infra-estrutura arquitectónica conhecida como Cristo Rei, localizado na cordilheira da Chela, no Lubango, tem 14 metros de altura, sendo a única escultura do género em Angola.


Falando à Angop, a responsável avançou que o Cristo Rei foi sempre considerado monumento provincial pela sua imponência e a criatividade de quem imaginou a sua projecção.


Por este motivo, referiu a fonte, a Direcção da Cultura efectuou várias visitas conjuntas com entidades do governo central, sobretudo da secretaria da presidência da República para a área social e outras personalidades do Ministério da Cultura, tendo-se apresentando preocupações atinentes à sua restauração.


“Já estiveram na província da Huíla técnicos da Direcção Nacional do Património do Ministério da Cultura e considerou-se possível a restauração do monumento, mas apenas depois de uma análise de peritos para avaliação do valor da empreitada e especialistas ligados ao trabalho em betão”, asseverou.


Em seu entender, é necessário haver pessoas capazes e com conhecimento em matéria de restauro de monumentos do género, pois a sua restauração vai consumir valores elevados, por isso se estuda também a reabilitação de todo o espaço envolto do edifício, para além do embelezamento da localidade.


Erguido sob a orientação de colonizadores portugueses da Ilha da Madeira, a construção do Cristo Rei, ao contrário de outras três estátuas semelhantes em países de língua portuguesa, como Brasil (Rio de Janeiro), Portugal (Almada) e Timor Leste (Tétum Díli), no Lubango não teve cunho religioso.


Fontes indicam que a ideia nasceu do engenheiro português Carlos Sardinha que viu nas montanhas um cenário ideal para construção do monumento, cuja edificação durou dois anos. Terminada a obra, passou a ser um ponto privilegiado dos religiosos, ostentando-se actualmente como emblema de património cultural do país.


Construído a base de cimento e cal hidráulico, numa altitude de dois mil 130 metros, acima do nível do mar, o monumento assenta sobre uma base de pedras, cimento e tijolos, com dois patamares a sustentar uma escada até ao último, onde é mais prático visualizar a estátua.

Assuntos Província » Huíla  

Leia também
  • 28/10/2018 18:44:52

    Estudante Cléusia Caetano eleita miss Chibia

    Chibia - A estudante do ensino médio Cléusia Caetano, de 20 anos de idade, foi eleita hoje, domingo, miss Chibia 2018, em num concurso que contou com a participação de 13 candidatas.

  • 17/10/2018 12:28:57

    José Lucas vence fase provincial do Variante na Huíla

    Lubango - O músico José Capitango Lucas venceu na noite de terça-feira a fase provincial do festival de música popular angolana "Variante", com 105,5 pontos.

  • 15/10/2018 05:16:11

    "Falso Perfil" estreia nos cinemas em Novembro

    Lubango - Falso Perfil é o título de um filme angolano que alerta para os perigos das redes sociais e que tem como protagonistas os actores Sílvio Nascimento e a ex-miss Angola Micaela Reis, cuja estreia, nos cinemas, deve acontecer em Novembro deste ano.

  • 11/10/2018 19:08:00

    Antropólogo Ruy de Carvalho homenageado com museu

    Lubango - O Instituto Superior Politécnico Tundavala (ISPT), localizado na província da Huíla, homenageou hoje, quinta-feira, a título póstumo, o cineasta e antropólogo, Ruy Duarte de Carvalho, com a abertura de um espaço museológico, que retrata o sudoeste angolano.