Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

17 Dezembro de 2014 | 19h39 - Actualizado em 18 Dezembro de 2014 | 08h50

Retrospectiva 2014: Fenacult marca ano cultural

Luanda - O II Festival Nacional de Cultura (Fenacult) marcou o movimento cultural ao longo do ano, congregando diversas manifestações culturais e sensibilidades artísticas que em 20 dias fizeram desfilar o seu "perfume" pelos quatro cantos do país.

Por: Por Venceslau Mateus

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Cultura Mumuila no Encerramento do II Festival Nacional da Cultura (FENACULT)

Foto: F.Miúdo/A.Julião

Por Venceslau Mateus

Num programa ambicioso e rico em diversidade, a organização do evento a cargo do Ministério da Cultura (Mincult) fez movimentar a classe artística, com "cardápio" que incluiu comboios culturais, colóquios, mesas redondas, palestras, exposições, espectáculos musicais, dança e instrumentos tradicionais, entre outras acções.

Apostado em ver o país a mover ao sabor da cultura, o Mincult, 25 anos depois da primeira edição, caprichou no guião e colocou ao dispor do público o que de melhor se produz culturalmente no país, proporcionando uma maior divulgação da produção dos criadores angolanos, fruto da sua dimensão nacional.

A pujança e dissemelhança da cultural angolana foram postas à prova, num mega-evento memorável que marcou o mundo das artes ao longo do ano. O Fenacult serviu como ponto de promoção da coesão, unidade e da diversidade cultural de Angola, bem como da preservação e divulgação da identidade nacional.

Promovido com o propósito de revisitar o estado actual do sector e dar oportunidade aos criadores de se apresentarem com um espírito de intercâmbio e de celebração cultural, o evento destinou-se igualmente a homenagear o Presidente José Eduardo dos Santos, pelo seu papel na defesa da angolanidade, empenho e dedicação em prol da valorização e desenvolvimento das artes e da cultura angolana.

O Executivo pretendeu ainda, com o Fenacult, desenvolver as premissas para a implementação da política cultural em interacção e articulação com o sector público, privado e o terceiro sector, divulgar e valorizar as artes e manifestações culturais, populares e tradicionais, o consumo e a valorização dos bens culturais nacionais, mediante a criação de redes culturais a nível local, nacional e internacional.

 

Assuntos Fenacult  

Leia também