Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

28 Junho de 2014 | 17h18 - Actualizado em 28 Junho de 2014 | 17h18

Músico cabo-verdiano Leonel Almeida encanta na gala de homenagem a fIguras da UCAN

Luanda - O músico cabo-verdiano, Leonel Almeida, brindou hoje, sábado, em Luanda, na gala de homenagem as figuras que contribuíram para o crescimento da Universidade Católica de Angola (UCAN), os presentes com músicas de sua autoria e de outros cantores já falecidos (como Bana e Cesária Évora), onde o estilo morna foi mais notório.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Em declarações à Angop, o músico mostrou-se satisfeito pelo facto de ter sido convidado pela organização e disse que o momento é importante para o fortalecimento das relações culturais entre os povos de Angola e de Cabo Verde.
 
“Essa gala constitui uma grande oportunidade para poder oferecer aos presentes  aquilo que eu considero um momento para  enaltecer as boas relações culturais, tanto o semba (estilo angolano) como a morna cabo-verdiana representam o símbolo  da musicalidade dos dois povos”, afirmou o cantor visivelmente emocionado.
 
Na ocasião, aproveitou  para apelar a nova geração de músicos angolanos para tudo fazerem pela preservação da identidade cultural, tendo sublinhado que não devem esquecer os cantores como Elias Dyakimuesso, Rui Mingas e Waldemar Bastos, que têm dado um grande contributo na musicalidade angolana.
 
O cantor cabo-verdiano reconheceu igualmente o crescimento da música angolana, tendo destacado os músicos Yuri da Cunha,  Matias Damásio  e Yola Semedo na  conservação dos ritmos angolanos.

Na circunstância, anunciou para breve o lançamento de um disco de orquestra,  que será dedicado aos cantores cabo-verdianos já falecidos. A morna e a coladeira serão os estilos preponderantes na obra, que brevemente estará no mercado.

Assuntos Angola   Música  

Leia também
  • 05/02/2019 17:00:27

    Escritora angolana Helena Dias em antologia no Brasil

    Luanda- A escritora angolana Helena Dias está inserida na antologia de textos literários de escritoras negras afro-brasileiras a ser publicada a 20 deste mês, no Estado de São Paulo (Brasil), soube nesta terça-feira à Angop.

  • 05/02/2019 16:47:25

    João Rosa Santos publica "Etu Mu Dietu" na sexta-feira

    Luanda - "Etu Mu Dietu, Crónicas ao Acaso", o mais recente rebento literário de João Rosa Santos, cujo lançamento estava previsto para Dezembro de 2018, sai apenas a público a 8 deste mês, em acto a ter lugar na União dos Escritores Angolanos (UEA).

  • 02/02/2019 02:11:17

    Resenha Cultural: Apresentação da Bienal de Paz de Luanda marca semana

    Luanda - A apresentação pública da primeira edição da Bienal de Paz de Luanda - Fórum Pan-Africano da Cultura da Paz em África, a acontecer entre 18 a 22 de Setembro deste ano, com a participação de 12 países, marcou a semana que hoje, sábado, termina.

  • 01/02/2019 12:19:24

    Bienal de Paz de Luanda marcada para Setembro

    Luanda - A primeira edição da Bienal de Paz de Luanda - Fórum Pan-Africano da Cultura da Paz em África acontece entre 18 a 22 de Setembro deste ano, com a participação de 12 países.