Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

14 Novembro de 2017 | 22h56 - Actualizado em 14 Novembro de 2017 | 22h56

Angola: Dois mil exemplares para reedição do livro O reino das Casuarinas

Luanda- Duas mil unidades foi o número de exemplares tirado para a segunda edição do livro ? O reino das Casuarinas? do escritor José Luís Mendonça apresentado hoje terça-feira em Luanda , no Centro Cultural Português.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Jose Luis Mendonça autografando o Livro o Reino das casuarinas (Arquivo)

Foto: Fotos de Francisco Miudo

Lançado pela primeira vez em 2014, a obra foi relançada com o intuito de responder a solicitação dos leitores e voltar a preencher as bancas com o referido livro.

 Com a chancela da “Texto Editores”, são abordados no livro episódios que marcaram a história da guerra colonial até a independência, passando pelo conflito interno que perdurou durante largos anos depois da independência,

Em declarações à Angop, José Luís Mendonça relembrou que a obra relata a história de sete angolanos vítimas da síndrome da amnésia auto-adquirida, provocada por traumas devido à  experiência de guerra, no período compreendido entre 1961 e 1987.

 Prosseguiu dizendo que,  durante o internamento no Hospital Psiquiátrico de Luanda, o grupo decide evadir-se para fundar um Estado na floresta da ilha de Luanda, denominado Reino das Casuarinas.

O escritor pretende com esta reedição satisfazer a procura e sobretudo contribuir para que os jovens possam adquirir o livro e que o mesmo seja objecto de estudo nas academias. Segundo ele, a satisfação de um escritor reside em saber que a sua obra foi aceite e está a ser lida.

José Luís Mendonça nasceu em Angola, no dia 24 de Novembro de 1955. Licenciado em Direito pela Universidade Católica de Angola,  Em 2005, foi contemplado com o Prémio Notícias Gerais da Lusofonia, no Concurso CNN Multichoice Jornalista Africano. No mesmo ano, o Ministério da Cultura atribuiu?lhe o Prémio Angola Trinta Anos, na disciplina de Literatura, no âmbito das comemorações do 30.º Aniversário da Independência Nacional, pela sua obra poética Um Voo de Borboleta no Mecanismo Inerte do Tempo.

 É autor de vários livros de poesia e de um conto.

Assuntos Obras  

Leia também