Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

13 Junho de 2018 | 21h41 - Actualizado em 14 Junho de 2018 | 12h54

Ministra da Cultura destaca papel das autoridades tradicionais

Luanda - As autoridades tradicionais têm um papel de relevância na resolução dos problemas sociais nas comunidades em que estão inseridas, por serem o elo entre as populações e o Executivo, afirmou nesta quarta-feira, em Menongue, a ministra da Cultura, Carolina Cerqueira.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

ministra da cultura, carolina cerqueira (ao centr.) durante um encontro com autoridades tradicionais

Foto: Rosario dos Santos

De acordo com a ministra, que falava durante um encontro com o rei Carlos Kangandzi Mukuva V do Cuchi, as autoridades tradicionais funcionam como “os mensageiros” das comunidades, levando a mensagem sobre as principais necessidades das comunidades e as melhores vias para a resolução das mesmas.

Segundo Carolina Cerqueira, para a melhor aplicação das acções destinadas ao desenvolvimento das comunidades, o governo conta com a preciosa ajuda das autoridades tradicionais, tendo em conta que trabalham directamente com os membros das suas comunidades.

Carolina Cerqueira adiantou que o Executivo está determinado em resolver os problemas das populações, mas para a concretização deste desiderato é necessário o empenho, a entrega e o sentido de Estado, de solidariedade e abnegação de todos os angolanos.

Por seu turno, o rei Carlos Kangandzi Mukuva V solicitou a ministra para intervir junto dos demais organismos do Estado, com particular realce para a educação e saúde, no sentido de gizarem mais acções que contribuam para o aumento da oferta nos sectores em causa.

O rei afirmou que, com a construção de mais escolas, se poderá tirar ou evitar com que a juventude enverede por práticas contrárias a lei e a ordem, concentrando-se na formação académica e profissional.

Solicitou ainda a construção de uma embala que possa representar condignamente o poder da autoridade tradicional na região, valorizando, desta forma, os hábitos e costumes da província do Cuando Cubango.

A autoridade tradicional considerou igualmente importante que o Executivo promova acções que possam ajudar a preservar, valorizar e promover a cultura e hábitos dos povos Khoisan que habitam no Cuando Cubango.

Durante dois dias, a ministra da Cultura manteve encontro de trabalho com o governador, com as autoridades religiosas e tradicionais, com os quadros do sector e visitou diversas infra-estruturas cultural na província do Cuando Cubango.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 05/02/2019 17:00:27

    Escritora angolana Helena Dias em antologia no Brasil

    Luanda- A escritora angolana Helena Dias está inserida na antologia de textos literários de escritoras negras afro-brasileiras a ser publicada a 20 deste mês, no Estado de São Paulo (Brasil), soube nesta terça-feira à Angop.

  • 05/02/2019 16:47:25

    João Rosa Santos publica "Etu Mu Dietu" na sexta-feira

    Luanda - "Etu Mu Dietu, Crónicas ao Acaso", o mais recente rebento literário de João Rosa Santos, cujo lançamento estava previsto para Dezembro de 2018, sai apenas a público a 8 deste mês, em acto a ter lugar na União dos Escritores Angolanos (UEA).

  • 02/02/2019 02:11:17

    Resenha Cultural: Apresentação da Bienal de Paz de Luanda marca semana

    Luanda - A apresentação pública da primeira edição da Bienal de Paz de Luanda - Fórum Pan-Africano da Cultura da Paz em África, a acontecer entre 18 a 22 de Setembro deste ano, com a participação de 12 países, marcou a semana que hoje, sábado, termina.

  • 01/02/2019 12:19:24

    Bienal de Paz de Luanda marcada para Setembro

    Luanda - A primeira edição da Bienal de Paz de Luanda - Fórum Pan-Africano da Cultura da Paz em África acontece entre 18 a 22 de Setembro deste ano, com a participação de 12 países.