Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

15 Outubro de 2018 | 05h16 - Actualizado em 15 Outubro de 2018 | 09h37

"Falso Perfil" estreia nos cinemas em Novembro

Lubango - Falso Perfil é o título de um filme angolano que alerta para os perigos das redes sociais e que tem como protagonistas os actores Sílvio Nascimento e a ex-miss Angola Micaela Reis, cuja estreia, nos cinemas, deve acontecer em Novembro deste ano.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Huíla: Cartaz do filme "Falso Perfil"

Foto: Imagem cedida

A trama traz ao cinema o papel de Anacleta, uma mulher sensual e gananciosa que viu nas redes sociais uma via para obtenção do lucro fácil, criando o que se pode considerar uma "empresa de extorsão online".

Em entrevista à Angop, o produtor executivo da longa-metragem, Sílvio Nascimento, disse que o filme resulta de uma ideia original de Walter Cristóvão, escritor e argumentista dessa história, e de Dorivaldo Fernandes, que também é o realizador.

Trata-se de um produto que visa lançar um alerta sobre os perigos que todos correm no mau uso das redes sociais.

“O filme é baseado em factos reais. A trama é fundamentada nos encontros que se produzem e se multiplicam de forma contínua nas redes sociais, mas que muitas vezes acabam em tragédias”, disse.

O actor sublinhou que na verdade é a junção de dois nomes: Cleta e Ana. Enquanto Cleta mostra o corpo nos vídeos, Ana conversa com as suas vítimas e obtém lucros que são repartidos por elas. “O corpo de Cleta atrai pela sua estrutura sensual, suas fotos e vídeos ousados servem de moeda de troca”, adiantou.

Explicou que um outro protagonista é Zé Luís, que está sempre online, um jovem empresário bem-sucedido, mas viciado em redes sociais que tornou-se um alvo e deixa-se encantar pelas vistosas imagens de Anacleta, acabando por trocas de imagens indecentes e dinheiro, sem, no entanto, conhecer a mulher com quem falava.

“Vários encontros são marcados e adiados, até que um dia Anacleta decide sair do mundo virtual e aparecer em “carne e osso” e aí começa uma história de cortar a tua respiração”, realça o artista.

A longa foi gravada em quatro meses, tendo as captações sido concluídas em Fevereiro deste ano e a estreia está para Novembro ou Dezembro, estando o filme em fase de estruturação para que chegue aos grande ecrãs da melhor forma e que os angolanos e não só possam aproveitá-lo.

Assumido pela produtora “Clé Entertainment”, 99% das filmagens foram feitas em Angola e o resto em Portugal, por uma equipa técnica nacional, apenas a pós-produção foi feita em Lisboa.

Assuntos Cinema   Província » Huíla  

Leia também
  • 10/01/2019 11:19:12

    Huíla sem salas para actividades culturais

    Lubango - Artistas huilanos reclamam pela falta de espaço apropriado para actividades culturais ( espectáculos musicais e exibição de peças teatrais), para que possam levar ao público consumidor o resultado das suas criações artísticas.

  • 09/01/2019 17:00:49

    Inaugurada exposição fotográfica sobre Museu Regional da Huíla

    Lubango - Uma exposição fotográfica sobre a história dos 63 anos de existência do Museu Regional da Huíla, foi inaugurada hoje, quarta-feira, na cidade do Lubango, no âmbito das actividades alusivas ao 8 de Janeiro, Dia da Cultura Nacional.

  • 08/01/2019 17:00:10

    Exibição de danças marca Dia da Cultura Nacional

    Lubango - Um espectáculo de danças tradicionais e modernas exibidas hoje, terça-feira, por dez grupos, no Centro Cultural da Cidade do Lubango, província da Huíla, marcou as comemorações do 8 de Janeiro, Dia da Cultura Nacional.

  • 08/01/2019 10:45:32

    Grupos da Huíla ponderam desistir do Carnaval 2019

    Lubango - Os grupos carnavalescos do Lubango ponderam desistir do Carnaval de 2019, cujos desfiles acontecem em Fevereiro próximo, na praça João Paulo II, devido ao reduzido valor do prémio fixado para os três primeiros colocados.