Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

04 Março de 2019 | 16h47 - Actualizado em 04 Março de 2019 | 16h47

Comissão organizadora introduz inovação na avaliação dos grupos

Benguela - A comissão provincial organizadora do Carnaval de Benguela nomeou, pela primeira vez, sete especialistas das mais variadas categorias socioculturais para apurarem os vencedores nas respectivas áreas.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Grupo carnavalesco infantil

Foto: Lucas Leitão

Essa informação foi avançada nesta segunda-feira, à Angop, pela secretária do corpo de jurado, Natália André, quando comentava sobre as modalidades de pontuação.

Segundo Natália André, cada membro do júri vai avaliar apenas uma categoria, nomeadamente a melhor alegoria, melhor comandante, melhor rainha, melhor dança, melhor coroa, melhor canção e melhor bateria.

Essa inovação, explicou, surge em resposta a algumas reclamações apresentadas nas edições anteriores pelos grupos carnavalescos, segundo as quais alguns membros do júri mal compreendiam sobre as categorias a que votavam, o que resultava em prejuízos para os concorrentes.

Desta vez, acrescentou, foram indicados sete especialistas de diferentes áreas, tendo cada um a possibilidade de pontuar até 70 valores, no máximo, enquanto o presidente do júri, José Bento Cangombe, pontua, de modo geral, com avaliação máxima de até 10 valores por cada disciplina.      

Por seu lado, Mário Cristóvão Cagibanga, coordenador da comissão preparatória, informou que estarão representados nesta terça-feira, 05 de Março, no largo de África, 23 grupos carnavalescos, sendo 13 de adultos, 10 infantis e um de animação.

Os artistas locais Tchikitay, Maria Tchateya, Guida e Tiviné, vão animar o desfile final.

Cristóvão Cagibanga lamentou a fraca participação do empresariado local, situação que fez com que os mais de 200 lugares que deveriam ser comercializados para promoção turístico-cultural não tivessem saída por falta de iniciativas empreendedoras.

Na classe de adultos, os três prémios cimeiros estão cotados em um milhão de Kwanzas, para o primeiro classificado, 750 mil para o segundo e 500 mil Kwanzas para o terceiro lugar, numa altura em que o município da Ganda anunciou sexta-feira última a sua desistência, por alegada indisponibilidade de meios logísticos e materiais.

Leia também
  • 02/03/2019 16:29:33

    Ganda descarta participação no Carnaval provincial por falta de condições

    Ganda - Os grupos carnavalescos "Njinga Mbandi", na classe de adultos, e "Comandante Dangereux", na classe infantil, representantes do município da Ganda, desistiram de participar no desfile provincial do Entrudo/2019, que acontece a 05 do corrente no largo de África, na cidade de Benguela, por alegada falta de condições técnicas, logísticas e de transporte.

  • 02/03/2019 15:38:32

    Bravos da Vitória quer arrebatar edição 2019 do Carnaval

    Catumbela - O grupo carnavalesco “Bravos da vitória”, do município da Catumbela, está a preparar “nos detalhes” a sua participação no desfile provincial do Entrudo, edição 2019, com o objectivo de arrebatar o troféu, disse hoje, sábado, nesta circunscrição, a nova comandante desta agremiação, Gisela Santos.

  • 27/02/2019 18:53:05

    Carnaval/2019: Regresso do Bravos da Vitória estimula competitividade

    Benguela - Grupos carnavalescos do município de Benguela, anfitrião da edição 2019 do Entrudo, consideram o retorno ao desfile provincial da formação mais titulada a nível local, o Bravos da Vitória da Catumbela, cinco anos depois, vai estimular a competitividade.