Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

07 Março de 2019 | 20h09 - Actualizado em 08 Março de 2019 | 08h10

Museu de Ciência e História Natural valoriza etapas históricas

Lubango- A criação do Museu de Ciência e História Natural do Lubango vai permitir divulgar e valorizar as etapas históricas do processo civilizacional da região, a apropriação científica do acervo e consequente desenvolvimento de um pólo de investigação tecnológica, considerou, nesta quinta-feira, o PCA do Caminho-de-ferro de Moçâmedes, Daniel Quipaxe,.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O projecto, uma ideia tripartida entre o ISCED, o CFM e o Governo Provincial da Huíla devido a necessidade de se criar um museu no Lubango, a partir das colecções científicas do ISCED, a segunda maior de África, mereceu uma “casa” condigna e do património tecnológico do CFM. Contam com a parceria do Centro de Investigação em Biodiversidade e recursos Genéticos da Universidade do Porto (CIBIO-UP).

Segundo Daniel Quipaxe, em declarações à Angop, à margem da visita do Presidente Português à província da Huíla, Marcelo Rebelo de Sousa, representa um ganho não só para o caminho-de-ferro, mas para toda sociedade, com realce para a cidade do Lubango, pois as vantagens da recuperação vão fomentar ainda mais a  investigação  tecnológica museológica.

PR Português elogia iniciativa

O presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, considera que as colecções existentes no herbário do Instituto Superior de Ciências da Educação (ISCED/Huíla) vão facilitar o trabalho de investigação científica dos estudantes portugueses em Angola.

Presente na cerimónia de apresentação de colecções de 45 mil espécimes e 670 espécies diferentes com um herbário de 16 mil plantas registadas do ISCED, o Estadista defendeu a necessidade de se continuar a fortalecer a cooperação no sector académico e técnico-profissional, por permitir o desenvolvimento a todos níveis da investigação nos dois países.

“O nosso objectivo com Angola, para além de fortificar os laços de cooperação no ramo económico e social, é também fortalecer o reforço do domínio da formação de quadros angolanos em Portugal e vice-versa, em licenciatura, mestrado e doutoramento, rumo ao um desenvolvimento saudável que se pretende”, disse.

A antiga Estação dos Caminhos de Ferro de Moçâmedes inaugurada em 1923 encontra-se desactivada, em função das intervenções de modernização  que a estrutura ferroviária conheceu nas últimas décadas, mais a sua arquitectura colonial, dá-lhe um  valor patrimonial e elevado significado histórico.

Assuntos Museus   Província » Huíla  

Leia também
  • 06/03/2019 19:36:05

    Complexo Escolar 17 de Dezembro vence Carnaval da Matala

    Matala - O Complexo Escolar 17 de Dezembro venceu o Carnaval da Matala, na classe de adultos, com 924 pontos.

  • 05/03/2019 20:57:54

    "Ouro Negro da Tundavala" conquista carnaval pela quinta vez consecutiva

    Lubango - O grupo carnavalesco "Ouro Negro da Tundavala" venceu, pela quinta vez consecutiva, o carnaval do município do Lubango, província da Huíla, ao totalizar 584 pontos, em acto decorrido hoje, terça-feira, na praça João Paulo, seguido do "Esperança do Hoque", com 256 pontos, na categoria de adultos, que contou apenas com dois concorrentes.

  • 01/03/2019 17:22:31

    Igrejas ilegais encerradas realizam cultos clandestinos na Huíla

    Lubango - A Direcção Provincial da Cultura na Huíla começou, nesta sexta-feira, a notificar líderes religiosos de igrejas, que, apesar de terem sido encerradas em Dezembro último por ilegalidade, voltaram a realizar cultos de forma clandestina, desobedecendo uma ordem judicial.