Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

23 Abril de 2019 | 23h51 - Actualizado em 24 Abril de 2019 | 13h28

Mediateca do Huambo recebe diariamente 30 leitores

Huambo - A Mediateca do Huambo recebe diariamente, em média, 30 utilizadores que procuram livros diversos para leitura, uma cifra que satisfaz os responsaveis da instituição pública em funcionamento desde Fevereiro de 2014.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Parte frontal da Mediateca do Huambo

Foto: Valentino Yequenha

Em declarações hoje, terça-feira, à ANGOP, a propósito do Dia Internacional do Livro, a directora em exercício da Mediateca, Maria Evaristo Satoca, disse que maior parte dos leitores de livros fisícos são estudantes  universitários e crianças inscritas no âmbito do projecto fã clube.

Apesar do número ser satisfatório, disse estar muito abaixo quando comparado com os utilizadores de bibliotecas virtuais, com recurso aos computadores da instituição conectados à rede internet.

Apontou os livros sobre a história universal, biologia, quimica, direito, economia, romances, prosas, poesias e dicionários como os mais procurados pelos leitores.

Maria Evaristo Satoca informou que a Mediateca, com uma capacidade para atender diariamente 100 utentes, possui um acervo bibliográfico estimado em sete mil livros.

O 23 de Abril foi instituído Dia Intencional do Livro em 1995, pela Organização das Nações Unidas para Educação e Cultura, em homenagem ao falecimento de muitas personagens importantes da literatura mundial, entre as quais o dramaturgo e poeta espanhol Miguel de Cervantes, o romancista, poeta e tradutor russo Vladimir Nabokov e o poeta, dramaturgo e actor inglês William Shakespeare.

A efeméride tem como objetivo reconhecer a importância e a utilidade dos livros, assim como incentivar hábitos de leitura na população, bem como chamar a atenção para a importância do livro como bem cultural, essencial para o desenvolvimento da literacia e para o desenvolvimento económico.

Assuntos Cultura   Província » Huambo  

Leia também
  • 23/04/2019 23:56:02

    Escritores queixam-se da falta de editoras

    Huambo - Os escritores da província do Huambo lamentam a falta de editoras locais para publicação dos seus livros, situação que desmotiva o seu empenho.

  • 23/04/2019 13:37:12

    Livros devem ser mais baratos - Secretário de Estado

    Luanda - O secretário de Estado para as Indústrias Culturais, João Constatino, disse hoje (terça-feira), em Luanda, ser necessário um trabalho árduo para tornar os livros mais baratos e fomentar o hábito de leitura nas pessoas.

  • 22/04/2019 20:59:39

    Fazedores de artes clamam por apoios na Lunda Sul

    Saurimo - A falta de espaços para ensaios, exibição de peças teatrais, danças, espectáculos musicais, exposições de peças de arte e de apoios financeiros foram apontados pelos agentes culturais da província da Lunda Sul como os principais elementos que impedem a massificação das actividades ligadas as artes nesta região