Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

18 Maio de 2019 | 05h54 - Actualizado em 18 Maio de 2019 | 05h54

Filmes angolanos convencem espectadores no Festival de Cinema

Lisboa (Do enviado especial) - Os filmes angolanos, "Inicio do Fim" e "O mambo", que concorrem na 10ª edição do Festival do Cinema Itinerante de Língua Portuguesa, foram exibidos sexta-feira no evento e mereceram boas críticas por parte do público.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

No final das sessões os espectadores saíram da sala curiosos em saber mais sobre a situação política de Angola e o estado no cinema no país, além de tecerem vários elogios às obras apresentadas.

António Samuel, brasileiro residente em Portugal, enalteceu a forma como o documentário sobre a cena política angolana foi conduzido, salientando o facto de se tratar de imagens reais, que deram credibilidade a obra.

“É algo muito realista sobre uma situação que o mundo todo conhece. O cenário político angolano tem muito para contar e acredito que cinema seria o veículo ideal para trazer para fora essa realidade”, frisou.

Ana Maria Monteiro, professora de nacionalidade brasileira, também elogiou a condução do documentário, mas abordou a necessidade do país investir mais na arte, tendo em conta a quantidade e qualidade dos actores em Angola.

Acrescentou que a curta-metragem O mambo é um filme com muita qualidade, embora amador, desde a edição de som, imagem e cenário.

Da mesma opinião são os actores portugueses João Freitas, Anice Munhoz e Carlos Rola.

Com 84 minutos, o “Inicio do Fim”, realizado por Francisco Gonçalves, retrata a história de Angola depois das eleições de 1992, com o MPLA e UNITA como protagonistas. O filme concorre na categoria de melhor documentário.                 

Por sua vez, “O mambo”, que disputa o troféu na categoria de melhor curta-metragem, representa uma história de ficção sobre o próprio termo “mambo”, que significa coisa ou algo, onde várias pessoas perseguem uma pasta para saber o que há dentro.

Realizado por Nuno Barreto, o filme tem a duração de 24 minutos.

O Festival do Cinema de Língua Portuguesa, que decorre em Lisboa, termina no dia 22 deste mês.

Assuntos Cinema  

Leia também
  • 15/05/2019 06:49:03

    Portugal: Clássico brasileiro abre FESTIn

    Lisboa (Do enviado especial) - O clássico do cinema brasileiro "Aos teus olhos" abre hoje, quarta-feira, a 10ª edição do Festival Itinerante de Língua Portuguesa (FESTIn), a ter lugar em Lisboa (Portugal), num evento com representação angolana.

  • 15/05/2019 04:26:40

    Portugal: Angola com dois concorrentes no festival do cinema

    Lisboa (Do enviado especial) - Os filmes “O mambo” e “Início do fim” concorrem na 10ª edição do Festival do Cinema Itinerante de Língua Portuguesa (FESTIn), que começa hoje, quarta-feira, em Lisboa (Portugal), nas categorias de Curta-metragem e Documentário respectivamente.

  • 15/05/2019 00:55:36

    Portugal: Lusofonia reforça vínculo através do cinema

    Lisboa (Do enviado especial) - Com o objectivo de valorizar as origens históricas e culturais dos países lusófonos, bem como ampliar o vínculo entre os mesmos e difundir o desenvolvimento do cinema, Lisboa (Portugal) alberga de 15 a 23 de Maio a 10ª edição do Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa (FESTIn).