Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

19 Junho de 2019 | 14h56 - Actualizado em 19 Junho de 2019 | 16h31

Executivo deve reforçar cadastramento das autoridades tradicionais

Luanda - O Executivo foi aconselhado, nesta quarta-feira, em Luanda, a reforçar o cadastramento das autoridades tradicionais, como um dos mecanismos para extinguir a proliferação de supostos detentores do poder tradicional nas comunidades.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Participantes do III Encontro Nacional das Autoridades Tradicionais

Foto: Rosário dos Santos

Dados oficiais indicam a existência, no país, de 50 mil autoridades tradicionais cadastradas, que se reúnem à volta de múltiplas linhagens.

No comunicado final saído do III encontro nacional sobre as autoridades tradicionais, os participantes desencorajam, para o efeito, a entronização de pessoas alheias as linhagens dos soberanos.

Destacam igualmente a necessidade da revogação da legislação que estabelece o uso de fardamentos como identificação das autoridades tradicionais e que seja encorajado o uso de vestimentas e adornos identitários da linhagem e das respectivas regiões.

A necessidade de um profundo debate à volta da proposta de Lei sobre as autoridades tradicionais, envolvendo todas as franjas da sociedade consta igualmente das recomendações.

Os participantes destacaram ainda o papel das autoridades tradicionais na moralização e preservação dos valores dos valores de coesão e unidade nacional, bem como a realização de estudos de investigação científica, com vista a se obter dados credíveis sobre o seu desenvolvimento.

O encontro emerge da necessidade da criação de um espaço amplo de intercâmbio e de discussão, de dois em dois anos, sobre as autoridades tradicionais, o seu papel e função, bem como o seu contributo na moralização das comunidades e na promoção, preservação e divulgação da cultura angolana.

Durante os dois dias de actividades, os participantes abordaram questões relacionadas com os modelos de articulação entre as administrações locais e as autoridades tradicionais, esperando-se propostas tendentes a melhorar a organização das actividades, num contexto de mudanças social e política.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 19/06/2019 14:52:43

    Usos e costumes devem prevalecer na sucessão

    Luanda - O Secretário de Estado da Comunicação Social, Celso Malavoloneke, afirmou, nesta quarta-feira, em Luanda, que a sucessão das autoridades tradicionais deve ser determinada pelas instituições endógenas e pelos usos e costumes.

  • 19/06/2019 12:15:18

    Académico contra nomeações de autoridades tradicionais

    Luanda - As nomeações e politização das autoridades tradicionais sem a observância nem legitimidade do direito consuetudinário facilita o surgimento descontrolado de soberanos nas comunidades, afirmou o académico Carlos Feijó.

  • 19/06/2019 08:15:19

    Abertas candidaturas para bolsas em música e artes cénicas

    Luanda - A União Europeia (UE) anunciou, nesta quarta-feira, em Luanda, a disponibilidade de 24 bolsas de estudos para licenciaturas e mestrados em música e artes cénicas.