Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

20 Junho de 2019 | 18h42 - Actualizado em 20 Junho de 2019 | 19h46

Refugiados da RDC realizam actividades culturais

Lóvua - A exibição de danças, teatro e músicas, que representam hábitos e costumes da cultura da República Democrática do Congo (RDC), preencheram hoje, quinta-feira, o acto alusivo ao 20 de Junho, Dia do Refugiado, no campo do Lóvua, província da Lunda Norte.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

LUNDA NORTE: MANIFESTAÇÕES CULTURAIS MARCAM O DIA DOS REFUGIADOS NO LÓVUA

Foto: HÉLDER DIAS

Em declarações à Angop, o chefe do Escritório do Alto Comissariado da Organização das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) na Lunda Norte, Abdallahi El Bah, disse que o evento visou proporcionar momentos de lazer aos  refugiados assentados no campo do Lóvua.

A iniciativa, frisou, teve ainda o objectivo de passar mensagens aos refugiados que o facto de estarem distante da sua pátria, não os impede de divertirem-se e conservarem a sua cultura e outros valores.

Sublinhou que o evento, promovido pelo ACNUR, serviu igualmente para incentivar os refugiados com talento artístico, no sentido de continuarem a sonhar para, um dia, atingirem o sucesso no seu país, após o seu repatriamento que deve acontecer em breve.

Por seu turno, a representante dos refugiados, Nalula Dorkassy, enalteceu o ACNUR pela actividade, por permitir aos mesmos demonstrassem os seus dotes artísticos e preservarem a cultura da RDC.

Os vinte mil refugiados assentados no campo do Lóvua, localizado a cerca de 100 quilómetros da cidade do Dundo, capital da Lunda Norte, animaram-se com a exibição dos vários grupos tradicionais, que mereceram da plateia muitos aplausos e palavras de incentivo.

Palhaços, crianças, jovens pintados e vestidos à rigor, mostraram ,que apesar de estarem há mais de dois anos longe da pátria, preservam os hábitos e costumes dos seus antepassados.

Nas suas canções, os grupos tradicionais transmitiram mensagens de paz, amor, harmonia e gratidão ao governo angolano por lhes ter acolhido num momento difícil das suas vidas, em 2017, devido a insegurança no seu país de origem.

A actividade contou ainda com uma feira, onde jovens criativos e produtores  expuseram roupas, calçados, produtos agrícolas, ervas e raízes medicinais, entre outros bens.

A província da Lunda Norte partilha 770 quilómetros de fronteira com a RDC, dos quais 550 terrestres e os restantes com limites fluviais.

O Dia Mundial do Refugiado foi criado pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 2000, com o objectivo de consciencializar os governos e a população para o problema grave dos refugiados a nível mundial.

Leia também
  • 05/06/2019 12:00:35

    Museu do Dundo necessita de três especialistas

    Dundo - Três especialistas formados em museologia, arqueologia, etnografia, história natural e antropologia são necessários para a constituição do Conselho Científico do Museu do Dundo, Lunda Norte, de acordo o Estatuto Orgânico.

  • 25/03/2019 15:25:00

    Soberano lunda quer resgate dos hábitos e costumes

    Dundo - As autoridades tradicionais dos municípios de Chitato, Lucapa, Cambulo e Lóvua (Lunda Norte), foram orientadas hoje, segunda-feira, a exercerem seu papel nas comunidades, para o resgate dos hábitos, costumes e valores morais do povo tchokwe.

  • 05/03/2019 18:28:46

    Brilho da Lunda vence carnaval na Lunda Norte

    Dundo - O grupo carnavalesco Brilho da Lunda, na classe de adultos, do município do Chitato, província da Lunda Norte, classificou-se em primeiro lugar, com 425 pontos, na edição 2019 do carnaval, decorrido hoje (terça-feira) na avenida Agostinho Neto, distrito urbano do Mussungue, na centralidade do Dundo.