Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

23 Agosto de 2019 | 12h03 - Actualizado em 23 Agosto de 2019 | 12h36

Benguela realiza Festival Nacional de Teatro em Novembro

Benguela - A Associação Provincial de Teatro de Benguela (Aproteb) realiza, em Novembro, a primeira edição do festival nacional "Amostra Anual de Teatro - Cuca", informou hoje, sexta-feira, o seu presidente, Horácio Neves.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Grupo teatral em exibição

Foto: Pedro Parente

Em entrevista à Angop, a propósito da sua recente eleição ao cargo, Horácio Neves disse que esta iniciativa, patrocinada pela referida cervejeira, visa revitalizar o teatro em Benguela.

Segundo o responsável, o festival  “Amat-cuca” foi uma conquista do Gabinete Provincial da Cultura que, tal como em outras categorias, nomeadamente dança, música e literatura, conseguiu um patrocinador que se interessa em ajudar o sector, no quadro da sua política social.  

“Uma das correntes fortes do meu mandato passa pela unificação da classe, já que o teatro associado está muito concentrado no litoral, uma situação que se pretende inverter, com a disseminação da mensagem sobre a necessidade da sua massificação e inserção no associativismo nos 10 municípios da província”, disse.

Horácio Neves indicou que esta acção constitui uma exigência dos associados, que clamam pela extensão do movimento associativo ao nível aos demais municípios, visto que a prática de teatro circunscreve-se a Benguela, Lobito, Baía Farta, Catumbela, Cubal e Ganda, pelo que se deverá estender ao Bocoio, Balombo, Chongoroi e Caimbambo.

Avançou que, outra exigência dos associados, calculados em mais de 500 membros que integram 35 grupos, tem a ver com a melhoria da qualidade e da imagem da associação perante a sociedade, as instituições públicas e privadas, sublinhando que o teatro tem um carácter essencialmente educativo, cuja mensagem procura focar o quotidiano social, através das suas técnicas de actuação. 

Lembrou que, além do grupo Tweia, que já conta com algumas distinções na sua galeria, o grupo Unidos de Ombaka também conquistou mais de sete distinções em festivais internacionais, tendo já arrebatado, inclusive, o Festival Internacional do Cazenga (Festeca), como melhor grupo, resultado que encoraja a continuidade pela inovação e persistência.

Quanto as linhas de força do seu mandato, Horácio Neves, eleito há dois meses, aponta também a actualização do cadastro dos grupos e as acções formativas como metas a atingir.

A Aproteb exibe domingo, 25,  no Cine Teatro Monumental, a peça “Fantasma da ex-namorada”, como forma de aproximar as autoridades à acção teatral.

A Aproteb foi fundada em Junho de 2005, tendo Horácio Neves sido eleito, em assembleia ordinária, em finais de Junho último.

Leia também
  • 11/07/2019 21:36:37

    Recuperação do maior templo tocoísta em Benguela depende de resultado de inquérito

    Benguela - A recuperação e reutilização do maior templo religioso na província de Benguela, pertencente a Igreja do Nosso Senhor Jesus Cristo no Mundo (Tocoísta), está dependente do resultado da conclusão de um inquérito da comissão multissectorial criada pelo governo de Benguela, informou nesta quinta-feira, à Angop, o seu representante na região, reverendo Celestino Kangela.

  • 04/07/2019 14:13:38

    Escritora Júlia Lima participa em festival de poesia em Moçambique

    Catumbela - A poetisa e escritora angolana de contos infantis Júlia Lima encontra-se na cidade de Xai-Xai, província de Gaza (Moçambique), onde representa esta semana a Associação Literária e Cultural de Angola (ALCA) na 4ª edição do Festival Internacional de Poesia, soube hoje, quinta-feira, a Angop.

  • 24/06/2019 18:41:52

    Mais de 700 obras expostas na feira do livro da Ganda

    Ganda - Mais de 700 livros de temáticas diversas estão expostos numa feira que decorre no município da Ganda, província de Benguela, no quadro dos festejos dos 50 anos da sua ascensão a categoria de cidade, que hoje (24) se assinala, constatou a Angop.