Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

23 Agosto de 2019 | 17h45 - Actualizado em 23 Agosto de 2019 | 17h44

Governo reafirma aposta na preservação do património cultural

Luanda - O secretário de Estado da Cultura, Aguinaldo Cristóvão, reafirmou, nesta sexta-feira, a promoção de acções para o enriquecimento da história de Angola, à salvaguarda e valorização do património cultural.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Secretário de Estado da cultura, Aguinaldo Cristóvão (arquivo)

Foto: Rosário dos Santos

O responsável que falava na abertura de uma palestra destinada assinalar os 400 anos da chegada dos primeiros escravos no assentamento britânico na América do Norte, reforçou ser necessário a promoção de acções de sensibilização e de educação patrimonial, para se assegurar uma gestão sustentável dos bens patrimoniais nacionais.

Aguinaldo Cristóvão afirmou que, tendo em conta o grau de envolvimento do país neste fenómeno, a olhar pelas consequências do tráfico de escravos visíveis em todo o território nacional, sobretudo nas localidades onde foi intenso, o resgate desta parte importante da história de Angola reveste-se de capital importância para a compreensão de certos problemas sociais contemporâneos, para a afirmação da identidade cultural e para que a sociedade possa tirar de “lições do passado”, perspectivando um futuro promissor.

Para o efeito, apontou a necessidade da intervenção de parceiros nacionais e internacionais, sobretudo as universidades, centros de investigação, museus especializados sobre a temática da escravatura e outros parceiros do desenvolvimento para acompanhar nesta dura mas nobre missão que enaltece a diversidade cultural do povo angolano e sua contribuição na construção da história universal.

“Neste contexto, o Museu Nacional da Escravatura, enquanto instituição histórico-cultural criada para contribuir na implementação da política cultural do Estado Angolano, tem por missão recolher, inventariar, classificar, preservar, investigar divulgar o património histórico-cultural relacionado com a escravatura a nível nacional, colocando à disposição do público angolano e das Comunidades Afrodescendentes da diáspora os resultados das suas investigações para fins educativos, formativos e informativos”, reforçou o responsável.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 22/08/2019 15:11:41

    Governo aposta na promoção do património linguístico

    Luanda - O Executivo Angolano está aposta na salvaguarda, valorização e protecção das línguas nacionais, como património linguístico nacional, afirmou, nesta quinta-feira, em Luanda, o secretário de Estado da Cultura, Aguinaldo Cristóvão.

  • 22/08/2019 02:01:12

    Eduardo Paim convidado do Festival da Canção

    Luanda - O músico angolano Eduardo Paím será o convidado da 22ª edição do Festival da Canção da Luanda Antena Comercial (LAC), que acontece a 20 de Setembro, com a participação de 10 concorrentes.

  • 20/08/2019 19:05:04

    Kilandukilu partilha experiência na Feira do Livro

    Luanda - Uma palestra sobre a história do Ballet Tradicional Kilandukilu e um concerto do músico angolano Costa Mawesi marcaram, nesta terça-feira, o segundo dia da Feira Internacional do Livro e do Disco de Luanda, que decorre na Baía da capital do país, até 25 de Agosto.