Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

24 Agosto de 2019 | 07h33 - Actualizado em 24 Agosto de 2019 | 07h33

Prelectores sugerem inserção da música nos currículos do ensino

Luanda - Os prelectores do primeiro workshop sobre o Semba sugeriram sexta-feira, em Luanda, a necessidade de inserção da história da música angolana nos currículos escolares do ensino superior, para evolução do estilo musical.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

No evento que decorreu sob o lema “ A dimensão cultural da música angolana, na vertente do Semba”, o professor universitário Jomo Fortuno, defendeu que a história da música angolana deve estar devidamente estruturada em todas as vertentes.

Segundo o académico, que dissertava o tema “ Proposta de periodização da música popular angolana “, afirmou que os docentes das áreas da psicologia e das artes, têm de motivar os discentes a investigarem sobre o cancioneiro angolano.

Augurou, ver em Angola nos próximos anos mestrados e doutorados, na área da música popular angolana, tendo citado o Brasil e Estados Unidos da América, que já têm indivíduos formados na área de investigação da canção dos seus países.

Na mesma senda, a psicóloga Rosa Roque considerou importante haver mais iniciativas do género, no intuito de se reflectir de forma profunda o estilo semba, tendo aconselhado a nova geração de músicos, aproximar-se dos mais velhos para troca de experiência.

Na abordagem do perfil histórico do Semba, o músico Carlos Lamartine, fez um retrato dos clubes desportivos com salões de festa na década de 40, centros culturais e recreativos, com destaque para o Clube Desportivo do Maxinde.

Considerou o período de 1940 até 2000, como tendo sido bastante fértil e de grande progresso da música angolana, com matriz africana.

Já Elias Dya Kimuezo, convidado ao evento, defendeu mais incentivos para que o Semba não seja esquecido, tendo sugerido a criação de mais espaços culturais, tendo acentuado que os contratos com os músicos devem ser feitos pessoalmente, para se evitar pagamentos a terceiros, no qual em alguns casos o músico acaba prejudico.

Antes das abordagens, ao intervir no evento, o secretário de Estado da Cultura, Aguinaldo Cristóvão, deu a conhecer que está em curso estudos que no futuro vão levar o estilo musical semba a ser considerado património mundial.

Reconheceu o esforço que os músicos têm feito para preservar o Semba e de forma reiterada continuam a manter o estilo, atitude que permite os angolanos reter a matriz da música e da dança.

Na última parte do evento, subiram ao placo para cantar Semba, o grupo folclórico Nguami Maka, Gersy Pegado, Mister Kim, Patrícia Faria, Lolito, Dom Caetano, Dina Santos, Carlos Lamartine, entre outros.

Com a realização do evento, a Casa da Cultura do Rangel Njinga Mbande, que teve a chancela, espera divulgar os resultados alcançados, elaborar actas dos painéis apresentados e propor as entidades de direito, o Dia Nacional da Música Angolana.  

Assuntos Música  

Leia também
  • 20/08/2019 02:55:17

    Feira do livro congrega 100 expositores

    Luanda - A 13ª Edição da Feira Internacional do Livro e do Disco de Luanda abriu nesta segunda-feira, na Baía da capital do país, com pelo menos 100 expositores.

  • 16/08/2019 17:47:50

    Cutana Carvalho lança CD "4 Ventos"

    Luanda - A cantora gospel angolana Cutana Carvalho anunciou, nesta sexta-feira, em Luanda, o lançamento do seu primeiro disco a solo "4 Ventos", no dia 17 de Setembro.

  • 12/08/2019 18:22:05

    Músico Ney G enfrenta mercado com "Sonhos"

    Luanda - Depois de um ano mergulhado no estilo kuduro, sem comprometimento, o músico angolano Ney G decidiu enveredar para o género Guetho Zouk e lançar, em Novembro deste ano, um álbum digital, (apenas disponível na plataforma Youtube - na internet) com pelo menos cinco faixas musicais, intitulado "Sonhos".