Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

18 Outubro de 2019 | 21h32 - Actualizado em 18 Outubro de 2019 | 21h58

Ministério da Cultura e Total&EP assinam acordo

Luanda - O Ministério da Cultura, a embaixada da França e a Total E&P Angola firmaram, nesta sexta-feira, 18, um acordo de financiamento para a implementação do Plano de Gestão do Centro Histórico de Mbanza Congo, classificado em 2017 como património da humanidade pela UNESCO.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O acordo de Mbanza Congo tem o prazo de execução de dois anos e estabelece as regras inerentes ao financiamento por parte da embaixada da França e da Total E&P Angola, acções definidas no plano de gestão do sítio histórico a ser desenvolvido em colaboração com o Mincult.

No programa de trabalho constam a reabilitação da casa dos reis, o apoio ao desenvolvimento do artesanato local e tradicional, a reabilitação da sala clube e instalação de um sistema audiovisual, bem como o apoio à biblioteca municipal, cuja execução estará a cargo da Aliança Francesa de Luanda.

Já o acordo do Palácio de Ferro é válido por 12 meses e visa definir o enquadramento e as condições necessárias para uma futura cooperação entre as partes para o desenvolvimento de acções, bem como iniciativas para sua preservação e sustentabilidade do perímetro.

O primeiro acordo, que teve como signatários o secretário de Estado da Cultura, Dr Aguinaldo Cristóvão, o conselheiro da embaixada de França, Thierry Valentin, e o director geral da Total, Olivier Jouny.

O segundo, assinado pela directora geral do Instituto Nacional do Património Cultural, Cecília Gourgel, e o director geral da Total, Olivier Jouny.

A cerimónia de assinatura dos acordos foi presenciada pela ministra da Cultura, Maria da Piedade de Jesus, e pelo  embaixador da França, Sylvan Itté.

A titular da pasta da cultura referiu que a parceria para a revitalização do Palácio de Ferro surge da necessidade de conciliar o desenvolvimento cultural, funcionalidade e dinâmica de um espaço privilegiado dentro do “coração” da cidade e com grande simbolismo histórico.

Por sua vez, o embaixador de França, Sylvan Itté, congratulou-se pela cooperação, uma vez que o seu país acompanhou de perto à proposta para elevação de Mbanza Congo como património da humanidade.

“O seu reconhecimento acarreta histórias entre outros povos como Congo e gabão, que resplandecem até a Europa”, referiu.

O Centro Histórico de Mbanza Congo foi elevado a património da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco), a 8 de Julho de 2017 na cidade de Cracóvia (Polónia), durante a 41ª sessão do comité do Património Mundial.

Assuntos Cultura  

Leia também
  • 17/10/2019 09:02:32

    Artistas angolanos expõem na Feira de Artes de Paris

    Luanda - A galeria Espaço Luanda Arte (ELA) vai representar Angola na Feira de Arte e Design de Paris (França), evento dedicado à arte contemporânea africana, a decorrer nos dias 9 e 11 de Novembro deste ano.

  • 12/10/2019 15:36:53

    Morre músico Chico Montenegro

    Luanda - O músico angolano Chico Montenegro, voz emblemática do agrupamento Jovens do Prenda, morreu na manhã deste sábado, no Hospital Militar, em Luanda, vítima de doença, confirmou à ANGOP fonte ligada ao artista.

  • 12/10/2019 10:52:30

    Embaixada italiana expõe "Leonardo, génio gentil" no Lubango

    Lubango - Uma exposição denominada "Leonardo, génio gentil", dedicada ao pintor italiano Leonardo da Vinci para assinalar os 500 anos da sua morte (1452-1519), com a história da sua vida e obra, está patente na Mediateca do Lubango, desde sexta-feira, no âmbito das relações de amizade entre Angola e Itália.