Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

20 Fevereiro de 2020 | 08h08 - Actualizado em 20 Fevereiro de 2020 | 17h41

Sociedade angolana chora por Kueno Ayonda

Luanda - A sociedade angolana, em particular a classe artística, continua a reagir a morte do músico angolano Kueno Ayonda ocorrida na quarta-feira, em Luanda, vítima de doença.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Musico Kueno Ayonda morreu vítima de doença

Foto: Angop

Nas redes sociais, vários artistas, jornalistas e actores da sociedade civil destacam as qualidades do autor de temas como "Tu vives em mim" e "Porta aberta".

No seu comentário no facebook, o músico Waldemar Bastos despede-se com a frase “querido Kueno Ayonda que Deus te receba no esplendor da luz perpétua”.

Por seu turno, Caló Pascoal exterioriza o seu sofrimento, lamentando o facto de o artista não ter recebido o apoio necessário quando precisava.

“Angola e os angolanos viram-te partir, nós vimos-te partir mano...infelizmente vivemos em uma sociedade doente, aonde todos te batem palmas no sucesso mas abandonam-te no sofrimento”, lamenta Caló Pascoal.

A cantora Gisela Silva manifesta a sua surpresa e dor e deixa, no seu post, a sua indignação pela morte, que considera prematura de jovem com uma carreira promissora no mercado musical angolano.

O mesmo sentimento é exteriorizado por Rosa Matias, da promotora de eventos culturais Casa70, que destaca o profissionalismo do artista, que mesmo doente procurou não falhar um compromisso marcado no dia 14 deste mês.

 “Mesmo na cama do hospital estavas tu preocupado com o show, choravas e chamavas por mim, porque não querias falhar, sempre foste muito profissional com a Casa70”, lê-se no comentário.

Já o Ministério da Cultura, numa mensagem de condolências, destaca o contributo no processo de promoção, valorização e preservação da história cultural angolana, através da música.

Adianta que Kueno Ayonda marcou uma época que ficará para sempre na memória dos consumidores da música angolana e que o tornaram num exemplo para quem queira fazer da música a sua área de trabalho profissional.

Kueno Ayonda nasceu a 29 de Maio de 1986, em Luanda, tendo iniciado a carreira em 2002, no programa “Canta”, da Rádio Luanda.

Ganhou o Prémio Revelação do Top dos Mais Queridos em 2012. Em 2004 participou no “Estrelas ao Palco”, um programa realizado pela TPA.

Em 2005 e 2006 participou no Festival da Canção de Luanda, mas só em 2010 foi o grande vencedor do concurso.

Kueno Ayonda, detentor de temas como “Tu Vives em Mim”, o "postal",  venceu do Festival da Canção de Luanda em 2010.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 20/02/2020 15:04:48

    Portugal: Cantor Jorge Neto morre em Lisboa

    Lisboa (da correspondente) - O cantor cabo-verdiano Jorge Neto morreu, nesta quinta-feira, no Hospital Amadora Sintra, em Lisboa, vítima de doença.

  • 20/02/2020 08:55:01

    Twabixila aposta na homenagem a mulher zungueira

    Luanda - Com 550 integrantes, o grupo carnavalesco União Twabixila, do município de Viana, vai a Nova Marginal de Luanda com uma homenagem a mulher zungueira.

  • 20/02/2020 08:50:53

    Grupos da Samba almejam lugares cimeiros no Carnaval2020

    Luanda- Os grupos carnavalescos União Povo da Samba e Nova Geração do Mar, do distrito Urbano da Samba, têm como perspectivas os primeiros lugares da classe B em adultos, que garanta a subida de categoria.

  • 20/02/2020 08:46:59

    Saúde com uma equipa de 100 profissionais para a Marginal

    Luanda - Para acudir situações de emergência, o Instituto Nacional de Emergências Médicas de Angola (Inema), a Delegação Municipal de Luanda e a Direcção Provincial da Saúde Pública vão destacar 100 elementos na Nova Marginal, nos três dias do Carnaval.