Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

18 Julho de 2020 | 17h55 - Actualizado em 18 Julho de 2020 | 18h56

Lopito Feijóo lança obra em Portugal

Luanda - O escritor angolano Lopito Feijóo lançou, hoje, sábado, em Lisboa, Portugal, a sua mais recente obra literária intitulada "Desejos & Doutrinárias Marintimidades", uma homenagem a mulher africana pela sua beleza e possuidora de um grande poder amoroso.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Lopito Feijó, escritor angolano

Foto: Rosário dos Santos

Do gênero poesia, o escritor disse, em declarações à Angop, que o livro, apresentado na Casa de Angola em Portugal, retrata a mulher africana, pela sua intrínseca beleza, condição de batalhadora e sofredora, mas dona de um grande poder de sedução e atracção sexual.

Explicou que o mesmo  subdivide-se em duas partes onde predomina o tema amor, já anteriormente tocado em Cartas de Amor e em Desejos de Aminata.

 “Uma homenagem com grande carga amorosa, erótica e não raras vezes sexualizada, exaltando as mulheres”, afirmou o autor.

 A obra foi apresentada pela escritora luso-angolana, Luísa Frestas, poetisa vencedora da primeira edição do concurso literário feminino Um Bouquetde Rosas para Ti, promovido pelo Memorial de Agostinho Neto, em Angola. 

Prefaciado pela Professora da Faculdade de Letras de Lisboa  e ensaísta e poeta luso-moçambicana, Ana Mafalda Leite, o livro conta com 110 páginas de poesia e consta da colecção “A Água e a Sede”, da Modocromia Editora, que, em primeira edição, disponibiliza 750 exemplares para o mercado livreiro português.

Nascido  em 1963  na  província  de  Malanje, João André  da  Silva  Feijó, licenciado em Direito pela Universidade Agostinho Neto, já publicou várias obras e mereceu algumas distinções dentro e fora do país.

Em  1985  publicou o seu  primeiro livro de  poemas com o título " Entre o Ecrã  e  o Esperma", que  fruto de  grande aceitação por parte dos  meios  literários  recebeu uma menção honrosa no concurso de literatura "Camarada  Presidente ", promovido pelo Instituto Nacional do Livro e do Disco ( INALD ).

Destacam-se ainda "Me Ditando",  "Rosa cor- Rosa", "Na idade de Cristo"  e " Desejos  de Aminata", entre outros .

Assuntos Cultura  

Leia também
  • 04/07/2020 18:12:37

    Zaire defende divulgação do património mundial

    Mbanza Kongo - Cidadãos da província do Zaire defenderam, este sábado, maior divulgação da cidade de Mbanza Kongo como património cultural da humanidade.

  • 03/07/2020 23:28:46

    SADIA dá cartão de compras a filiados

    Luanda - Com vista a dar maior dignidade aos associados, a Sociedade Angolana de Direito do Autor (SADIA) criou o "Fundo Cultura" e o "Cartão da Arte", no âmbito da responsabilidade social e cultural, para apoiar autores e artistas nacionais a partir do dia 08 deste mês.

  • 20/06/2020 10:18:18

    Brigada Jovem de Literatura aposta na investigação

    Menongue - A Brigada Jovens de Literatura do Cuando Cubango apontou, como prioridades para os próximos anos, incentivar a investigação da cultura Nganguela e o gosto pela leitura na comunidade juvenil.